Colega de profissão mata taxista em Salvador

Por Redação
2 Min

Um taxista foi morto a facadas nesta terça-feira (11), em frente a um centro comercial, no bairro do Itaigara, em Salvador.

Segundo informações da Polícia Civil, a vítima, identificada como Reginaldo dos Santos, de 51 anos, se desentendeu com um colega de profissão e foi atingido pelos golpes de faca. Ele era taxista há mais de 20 anos e deixa quatro filhos. Ainda não detalhes sobre o motivo da briga.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para atendimento médico e constatou a morte de Reginaldo ainda no local.

O Departamento de Polícia Técnica (DPT) foi acionado para realizar perícia e encaminhar o corpo de Reginaldo para o Instituto Médico Legal (IML), onde deve passar por perícia.

De acordo com a Polícia Civil, já há indicativo de autoria e diligências estão sendo realizadas para localizar o suspeito. O caso é investigado pela 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico).

Um taxista foi morto a facadas nesta terça-feira (11), em frente a um centro comercial, no bairro do Itaigara, em Salvador. De acordo com informações da Polícia Civil, a vítima, identificada como Reginaldo dos Santos, de 51 anos, se desentendeu com um colega de profissão e foi atingido pelos golpes de faca. Reginaldo era taxista há mais de 20 anos e deixa quatro filhos. Ainda não há detalhes sobre o motivo da briga.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para atendimento médico e constatou a morte de Reginaldo ainda no local. Posteriormente, o Departamento de Polícia Técnica (DPT) foi acionado para realizar a perícia no local do crime e encaminhar o corpo de Reginaldo para o Instituto Médico Legal (IML), onde deve passar por perícia.

A Polícia Civil informou que já há indicativos de autoria e que diligências estão sendo realizadas para localizar o suspeito. O caso está sendo investigado pela 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico). As autoridades ainda não divulgaram mais informações sobre o desenrolar do crime.

Compartilhe Isso