Polícia Militar descobre fábrica clandestina de espadas em Cruz das Almas

Por Redação
2 Min

Mais de 700 kg de pólvora foram apreendidos em uma fábrica clandestina de espadas, tipo de fogos de artifício, no domingo (26), em Cruz das Almas, no recôncavo do estado.

O material foi encontrado após uma denúncia anônima durante uma operação de equipes da Polícia Militar. Além da pólvora, as autoridades apreenderam 300 bambus preparados para a fabricação de explosivos, além de duas máquinas artesanais.

Todo o material apreendido, à exceção da pólvora, foi encaminhado para a delegacia de Cruz das Almas e deve passar por perícia.

A pólvora foi queimada em uma área isolada, por falta de um local seguro para armazenamento e transporte da substância.

As guerras de espada foram proibidas em Cruz das Almas , em 2011, com base no Estatuto do Desarmamento, instituído em 2003. Além disso, a legislação estadual prevê que fabricar, possuir e soltar espadas é crime, cuja pena pode chegar até seis anos de prisão.

Na operação policial realizada no município de Cruz das Almas, foram encontrados mais de 700 kg de pólvora em uma fábrica clandestina de espadas. A descoberta foi feita a partir de uma denúncia anônima recebida pelas equipes da Polícia Militar, que apreenderam também 300 bambus e duas máquinas artesanais.

O material apreendido, com exceção da pólvora, foi encaminhado para a delegacia local para ser submetido a perícia. A pólvora, por sua vez, foi queimada em uma área isolada por questões de segurança.

A proibição das guerras de espada em Cruz das Almas, está fundamentada no Estatuto do Desarmamento, criado em 2003. A legislação estadual também prevê que fabricar, possuir e soltar espadas são considerados crimes, com pena que pode chegar até seis anos de prisão.

Compartilhe Isso
- Advertisement -