Indicação por secretaria abre racha no PT de Candeias

Por Redação
2 Min

robson brandas
Militantes do partido se desentendem durante votação.

Os rachas que o PT vem sofrendo em diversas partes do país começam a refletir nos municípios. Na disputa interna entre os militantes do Partido dos Trabalhadores em Candeias, para assumir uma das três secretarias (Habitação, Juventude e Transporte) destinadas pelo prefeito do município, Sargento Francisco (PMDB), ao partido, travou-se uma verdadeira batalha entre os concorrentes Robson Brandas e Leonardo Dias na disputa pela secretaria de transporte.
Mesmo com mais de dez anos de militância no partido, Robson Brandas não mostrou força de articulação para desbancar o recém-chegado ao partido Leonardo Dias que, até 2011 era presidente do PPS (partido de oposição ferrenho ao PT a nível federal e estadual).
A vereadora e presidente do partido em Candeias, Marivalda da Silva, usou força de articulação, contando com o apoio do ex-vice prefeito cassado, Raimundo Loteba, batendo pé firme na escolha do jovem político, ignorando a historia do concorrente, conseguiram sete votos contra apenas um de Brandas.
Indignado com a derrota, aliando com a falta de apoio dos antigos colegas de militância, Brandas externou insatisfação pela rede social facebook. “Não vale a pena dá sangue por partido mesmo”. Em outro post, Brandas reclamou do fogo amigo: “Quando você mais precisa dos amigos, eles somem”.
Nossa equipe entrou em contato com Brandas, o mesmo afirmou que vai continuar com a mesma linha de pensamento. Linha esse que, caracteriza sua permanência no PT. “O que aconteceu é que eu tenho ideais e não seria linha de manobra para ninguém. Para você ter idéia, se Loteba fosse o candidato da pasta eu retiraria minha candidatura porque ele tem uma historia no partido e não é recém-chegado”, cutucou.

Continua depois da Promoção

Uilson Victor

Compartilhe Isso
- Advertisement -