Uma em cada cinco redações do Enem passou por três corretores

Por Redação
1 Min

Vinte por cento das redações do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) passaram por avaliação de três corretores, o que representa uma em cada cinco redações. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), encarregado pela aplicação das provas, divulgou o balanço nesta quinta-feira (3).

Continua depois da Promoção

Um terceiro corretor avalia o texto quando há diferença superior a 200 pontos nas notas dadas pelo primeiro e segundo avaliadores. A banca examinadora, que recebe redações quando existe diferença de notas mesmo após avaliação do terceiro corretor, ainda chegou a receber aproximadamente 100 mil provas.

Foram feitas 4.113.558 correções de redações e, de acordo com o Inep, 1,82% foram entregues em branco e 1,76% ganharam nota zero porque não apresentaram texto suficiente ou cópia do texto motivador. O instituto acredita que os números seguem as expectativas previstas em simulações feitas pelo Centro de Seleção e Promoção de Eventos (Cespe/Unb), que elabora o exame, bem como pela comissão de especialistas do instituto.

Vale dizer que a nota da redação do Enem depende de cinco quesitos com a pontuação máxima de 200 pontos para cada um e uma nota máxima total de 1.000 pontos.

Continua depois da Promoção
Compartilhe Isso
- Advertisement -