Bahia é condenado a pagar quase R$ 400 mil a dois ex-jogadores

Por Redação
2 Min
Thiago Carpini foi o segundo. Antes dele, outro ex-jogador do Bahia venceu a batalha judicial e terá o que receber do tricolor baiano depois de passar pelo Fazendão.
O tricolor baiano, desta vez, foi condenado por utilização fraudulenta do direito de imagem, ausência de repasse devido a título de direito de arena e o não pagamento de premiações oferecidas para o retorno do time à elite do futebol brasileiro em 2010. A decisão foi tomada pela juíza Adriana Silva Nico, da 12ª Vara do Trabalho de Salvador
O volante Leandro, que também alega a falta de pagamento referente aos salários, deve receber um valor superior aos R$ 260 mil.
– Direito de arena corresponde a um direito conferido às Entidades Desportivas em negociar a transmissão e retransmissão da imagem coletiva do espetáculo esportivo de qualquer evento que participe, com as exceções relacionados aos flagrantes para fins jornalísticos. Ao atleta, maior protagonista do evento e maior responsável pela valorização do preço, um percentual mínimo que à época que Leandro atuava pelo Bahia, era na base de 20% (vinte por cento) e que foi reduzido para 5% somente no ano passado – explicou o advogado do jogador, Dr. Fábio Carvalho.
O jogador chegou ao clube em 2009, agradou a todos e renovou contrato por mais um. Na temporada seguinte, sob comando do treinador Márcio Araújo, o atleta perdeu espaço no time titular e terminou o ano como reserva. Atualmente, o volante defende o Charleroi, da Bélgica.
Assim como no caso Thiago Carpini, o Bahia pode recorrer da decisão em até oito dias.
BH
Compartilhe Isso
- Advertisement -