Protesto: Familiares da adolescente que morreu gravida fecham BA 523

Por Redação
2 Min

Protesto_Saude

Os familiares da adolescente, Lara Amorim Gonçalves (17), morta na semana passada por negligencia médica, após buscar atendimento nos hospitais de Candeias (Ouro negro) e São Francisco do Conde (Célia Almeida), fizeram uma passeata na manhã desta segunda-feira (23), saindo da Rodoviária de Candeias, em sentido à prefeitura, localizada no bairro do Ouro Negro.

Continua depois da Promoção

A mãe da adolescente, Kátia Amorim, pediu justiça nos microfones da Baiana FM (89,3). “Foram duas vidas: minha filha e minha neta. Amanhã pode ser outras jovens. Estamos cobrando do Prefeito e do Secretário de Saúde mais atenção para a saúde”, disse revoltada.

Os familiares fecharam a BA 523 que dar acesso à prefeita e o município de São Sebastião do Passé. Galhos de árvores e pneus foram incendiados para obstruir a via. Até o fechamento dessa matéria, a mãe e outro membro da família foram levados por agentes da Polícia Rodoviária Estadual para conversar com Secretário de Saúde de Candeias, Eduardo Andrade. A via continua fechada.

Entenda o caso:

Continua depois da Promoção

Lara estava gravida da sua primeira filha. Teve complicações na gestação e, após passar por dois hospitais da região, ela foi encaminhada para o Hospital Roberto Santos, em Salvador, na madrugada do último sábado (14). Os médicos não conseguiram salvar o bebê e, consequentemente, a mãe também veio a óbito na madrugada de domingo (15). O bebê foi enterrado no domingo, enquanto Lara foi enterrada na tarde de segunda-feira (16). Jornalismo Cidadao

Rodovia_fechada

Compartilhe Isso
- Advertisement -