Carga de alumínio furtada é recuperada pela Polícia

Por Redação
3 Min

Quatro vigilantes da empresa foram presos pela Polícia e autuados por furto e formação de quadrilha

Avaliada em R$ 120 mil, uma carga de 13 toneladas de alumínio, furtada da empresa BBX Alumínio, situada no bairro Caroba, em Candeias, foi apreendida, no nesta quinta-feira, dia 19, por investigadores da 20ª Delegacia Territorial de Candeias (DT/Candeias), que prenderam os quatro vigilantes da empresa, responsáveis pelo furto, e o receptador. As 13 vigas do metal estavam dentro de um caminhão munck, estacionado no pátio de uma sucata, na estrada Candeias/Simões Filho, prontas para serem transportadas até Minas Gerais.
Os vigilantes Rogel Souza de Lima, Elivaldo Araújo dos Santos, Josevaldo Rodrigues dos Santos e Márcio Bispo Ramos foram presos quando saíam da empresa. Interrogados pelo titular da 20ª DT, delegado Miguel Cicerelli, eles confessaram ter furtado a carga, na madrugada de segunda-feira, dia 16, e contratado o caminhão para transportá-la até a loja de sucata pertencente a Edmilson Barbosa da Silva. O delegado os autuou por furto qualificado e formação de quadrilha.
Ao ser capturado em seu estabelecimento, Edmilson portava uma pistola 380, com 12 munições, e 50 gramas de maconha, sendo autuado pelos crimes de receptação, posse ilegal de arma e posse de droga. Admitiu ter pago R$ 18 mil pelas 13 vigas de alumínio, que seriam revendidas a uma metalúrgica em Minas Gerais. A equipe da 20ª DT investiga o nome e a localização da empresa mineira, bem como a identidade do condutor do caminhão que transportou as vigas.
O furto de sucatas da BBX Alumínio, antiga fábrica Alcan, já vinha sendo investigado pela 20ª DT, com o apoio do Núcleo de Inteligência da 10ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM). O gerente da empresa esteve na delegacia e informou ter percebido o desaparecimento de pelo menos 50 toneladas de sucata do pátio da BBX, nas últimas três semanas. Os policiais apuram o envolvimento dos quatro vigilantes no furto dessas outras 38 toneladas.
Rogel, Elivaldo, Josevaldo e Edmilson seguem custodiados na carceragem da 20ª DT, de onde serão transferidos para o Presídio de Salvador. Depois de periciada pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT), a carga vai ser devolvida à BBX Alumínio. A pistola e a maconha apreendidas com o receptador também passarão por perícia.
Compartilhe Isso
- Advertisement -