Vereadora Rita Loira: “Os filhos de Candeias precisam assumir a mão de obra local”

Por Redação
3 Min

Rita Loira

Na tarde desta segunda-feira (9), a vereadora Rita Loira (PR) concedeu uma rápida entrevista para a Rádio Baiana FM na qual falou sobre a atual situação da saúde no município de Candeias, na Grande Salvador, além de fazer críticas à gestão do prefeito Sargento Francisco.

Segundo a vereadora, o Instituto Médico Cardiológico da Bahia tem recebido cerca de três milhões de reais por mês para administrar o Hospital Ouro Negro, mas até agora todo esse investimento não está sendo repassado para a população. “É um absurdo. No dia 28, quando um blecaute de energia elétrica atingiu áreas no Nordeste do país, o hospital ficou sem energia porque não havia óleo diesel para manter o gerador funcionando”, canta Rita.

Durante a entrevista, uma ouvinte ligou para dizer que estava em trabalho de parto durante a queda de energia.

A vereadora criticou a má gestão e falta de transparência do instituto. “Só em 2012, o Instituto Médico Cardiológico da Bahia recebeu cerca de R$ 6 milhões da Prefeitura de Candeias, mas o povo candeiense não vê esse investimento. A saúde do município é de péssima qualidade. O povo está cansado com tanto descaso”, desabafou.

Rita Loira também criticou a gestão do prefeito Sargento Francisco. Segundo a vereadora, o prefeito tem nomeado secretários que não residem no município. “Muitos secretários da prefeitura não moram em Candeias. Temos uma secretária de educação, por exemplo, que mora em Alagoinhas. Ela ganha cerca de R$ 12 mil por mês, mas não conhece a realidade dos professores e alunos do município. Os filhos de Candeias precisam assumir a mão de obra local”, disse.

De acordo com a vereadora, além de apadrinhar pessoas de fora do município, o prefeito Sargento Francisco vem demitindo funcionários e cortando horas extras e benefícios. “O povo de Candeias precisa ser mais valorizado. Temos um funcionário da Prefeitura que está há mais de oito meses sem receber salário. Isso é um absurdo”, afirma.

Por fim, Rita criticou a alta taxa desemprego na região. “Estamos cansados de ver os filhos de Candeias tendo que deixar suas famílias para irem trabalhar fora do município, fora do estado e até mesmo fora do país”, concluiu.

via Grande Salvador

Compartilhe Isso
- Advertisement -