Vereadora iraniana é impedida de assumir cargo por ser bonita

Por Redação
2 Min

Nina Siahkali Moradi, 27, foi impedida de assumir o cargo de vereadora em Qazvin, no Irã. Detalhe: o impedimento ocorre por questão estética. Segundo a imprensa iraniana, Nina foi considerada bonita demais para ocupar o cargo, apesar de ter recebido 10 mil votos na eleição ocorrida em junho. No mesmo período, Hasan Rowhani foi eleito presidente. Por conta dos votos, a candidata ficou na 14ª posição em um ranking que qualificava os 13 primeiros entre os 163 que disputaram as vagas. Com a desistência do primeiro colocado na eleição, Nina entrou na lista dos que assumiriam o cargo na câmara. Mas conservadores, de acordo com a imprensa local, barraram a posse da vereadora.

 

Nina foi considerada bonita demais para ocupar o cargo | FOTO: Reprodução |
Nina foi considerada bonita demais para ocupar o cargo | FOTO: Reprodução |

Reza Hossaini, do comitê local de monitoramento de eleições, declarou, para que Nina não assumisse, que os votos dela “foram anulados por (causa de) suas credenciais (a beleza da candidata)”. A posição do comitê cria uma polêmica na cidade, principalmente entre as iranianas, uma vez que Nina se destacou por defender os direitos femininos durante sua campanha. Além disso, o impedimento contraria esforços do novo presidente iraniano de abrir mais espaço para as mulheres no governo. Prova disso é que ele nomeou Elham Aminzadeh, que é professora universitária, como vice-presidente do país. Com informações do A Tarde e de Agências.

Compartilhe Isso
- Advertisement -