Inimigos íntimos: Pelegrino e Pinheiro voltam ao “ringue” pelo PT de Salvador

Por Redação
3 Min
O deputado Pelegrino e o senador Pinheiro | FOTO: Teia de Notícias |
O deputado Pelegrino e o senador Pinheiro | FOTO: Teia de Notícias |

Muito se tem noticiado sobre a PED do PT, o Processo de Eleição Direta, que vai escolher em novembro o futuro presidente do partido e toda Executiva. Na Bahia, apenas uma mudança com proporções estratosféricas – coisa que não é difícil no PT – tiraria das mãos de Everaldo Anunciação a vitória para a presidência estadual do partido da estrelinha vermelha. Os principais caciques já fecharam com ele e pelo visto a coisa está mesmo bem definida.

Continua depois da Promoção

 

O bicho vai pegar mesmo é na eleição para o diretório do PT de Salvador. Nesse promete sair lasca de fogo. E a disputa para o comando do partido na capital vai trazer à tona uma briga histórica da legenda, que será protagonizada pelos dois maiores rivais do partido internamente: o senador Walter Pinheiro e o deputado federal Nelson Pelegrino, que não se bicam mesmo. Atualmente, Pelegrino, líder da corrente EDP, detém o comando do diretório municipal, que tem como presidente a ex-vereadora Martha Rodrigues, que poderia concorrer à reeleição, mas resolveu pular fora da guerrilha. Então o candidato de Pelegrino será o seu assessor e braço direito, Aristides Batista.

Do outro lado do ringue, o senador Pinheiro, líder da corrente DS, já está preparado para o duelo e pretende atrapalhar todos os planos de seu algoz interno. Para tomar o controle do PT soteropolitano das mãos de Pelegrino, Walter Pinheiro lançou a candidatura de Edson Valadares, gente de sua confiança, inclusive foi seu assessor na Secretaria de Planejamento do Estado e hoje está em um conselho de economia do governo.

Mas a novela não tem apenas esses dois atores. Um terceiro grupo formado pelos vereadores de Salvador – exceto Gilmar Santiago, que é ligado a Pinheiro – resolveu entrar no bolo com pretensões de lançar um candidato à presidência do PT municipal. Eles acreditam que a candidatura pode dar um caldo na medida em que Pelegrino e Pinheiro forem se desgastando com a própria picuinha. Esse grupo alternativo ainda não escolheu o representante para disputar a vaga de presidente, mas o Teia de Notícias apurou que três nomes estão dispostos: os vereadores Suíca e Jota Carlos Júnior, além de Paulo Mota, que foi candidato a vereador e já militou no Sindicato de Telecomunicações. Quem viver verá!

Continua depois da Promoção

Teia de Notícias

 

Compartilhe Isso
- Advertisement -