Aparição de DVD faz juíza adiar julgamento contra prefeito e vice

Por Redação
2 Min

Adiadora. Esta é a palavra que define a defesa do prefeito Sargento Francisco e do vice-prefeito José Luiz Tavares Bordoni, acusados de contratarem irregularmente e em período eleitoral 1.058 funcionários, apenas para angariar votos na eleição de 2012, dispensa ilegal de funcionários e demissões sem que tenha sido pago os direitos.

Em audiência realizada durante toda segunda-feira (5), onde o prefeito e o vice candeienses são réus, foi suspensa pela Juíza da 127ª Zona Eleitoral do Município, Marina Rodamilans, após o advogado de defesa do prefeito, Ricardo Paranhos, falar sobre um suposto DVD que consta imagens comprometedoras de pessoas envolvidas no processo.

Por outro lado, o advogado de acusação, Manoel Nunes, informou que o processo vai continuar normalmente, no entanto, serão verificadas essas supostas imagens para que sejam analisadas por ele e, conseqüentemente, será elaborado o discurso argumentativo sobre tal.

Durante toda manhã os advogados, tanto de defesa, quanto de acusação fizeram vários debates assistidos de perto pela juíza eleitoral. Já no período da tarde foram ouvidas testemunhas dos dois lados. Quando uma das depoentes de acusação entrou em cena, a defesa de Sargento Francisco e Jorge Bordoni alegaram que contêm em mãos um DVD da época da eleição de 2012, que supostamente comprometem as testemunhas.

A ação fez com que a juíza suspendesse o julgamento. A próxima audiência não teve data marcada pela juíza. Outros pontos da investigação ainda correm em segredo de justiça. Não foi permitida a entrada da imprensa no Fórum.

Via GrandeSalvador

Compartilhe Isso
- Advertisement -