SMTT, Seinco, CMT e CDL discutem Lei que trata dos horários de cargas e descargas no comércio de Candeias

Por Redação
3 Min

SMTT, Seinco, CMT e CDL discutem Lei que trata dos horários de cargas e descargas no comércio de Candeias
A CDL pede que a Lei seja revista e alterada; outras reivindicações também foram postas na pauta
Objeto de discussão em uma reunião realizada entre a Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT), Secretaria Municipal de Indústria e Comércio (Seinco), Coordenação Municipal de Trânsito (CMT) e Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), na noite desta quarta-feira (31), a Lei Municipal nº 749/2009, que dispõe sobre a regulamentação dos horários de cargas e descargas de mercadorias no centro comercial de Candeias, foi analisada e recebeu pedido de alterações pelos representantes dos comerciantes. A reunião aconteceu na sede da CDL, localizada na Rua 21 de abril, Centro.
De acordo com o secretário de Trânsito e Transportes, Leonardo Dias, o Executivo vai acatar a solicitação de mudanças na Lei, caso necessário, e o gestor municipal lançará Decreto de regulamentação. Este Decreto definirá os locais proibidos e adequados para cargas e descargas. O secretário lembra, ainda, que a Lei deverá ser rigorosamente cumprida por todos.
A execução da Lei tem como maior benefício a melhoria da trafegabilidade pelas principais vias da cidade, que formam o centro comercial. A fiscalização do cumprimento da legislação ficará por conta da CMT, que contará com o apoio da 10ª CIPM, caso necessite.


Bilhetagem Eletrônica
Leonardo Dias aproveitou para anunciar que a SMTT de Candeias implantará a bilhetagem eletrônica no transporte alternativo da cidade em breve e recebeu outras reivindicações da categoria que não constam na Lei, como estudar a possibilidade de proibição do cortejo fúnebre pelo centro comercial, velocidade mínima permitida dos carros de som, local de estacionamento para carros de frete, mudança do horário da coleta de lixo, dentre outras demandas.
No diálogo, ficou definido que outras reuniões serão realizadas pelo Poder Público, CDL e comerciantes para progredir a discussão e encontrar soluções pacíficas para as questões levantadas. O secretário de Indústria e Comércio, Jorge Santana, ressaltou que é importante a discussão prévia para que não haja conflitos quando não puder mais fazer alterações. Já o titular da CMT, Agnaldo Souza, garantiu que o órgão dará total apoio às decisões e às determinações da Lei.
Também participaram da reunião os seguintes membros da CDL: Roberto Bispo (presidente), Meris Fernandes (1ª secretária), Marivete Machado (2ª secretária), Dércio Belo (diretor do SPC e conselheiro fiscal), Edimilson dos Santos (1º tesoureiro), Joselice Tavares (2ª tesoureira), Mª da Conceição Costa (diretora social e de eventos), além dos membros do Conselho Fiscal: Manuel Maia, Lourival Bizerra e Rafael Rocha.

ASCOM

Compartilhe Isso
- Advertisement -