Mais de 1,7 mil pessoas foram detidas durante protestos no Brasil

Por Redação
2 Min
Em São Paulo, foram 212 detidos. Em Belo Horizonte, 141 pessoas foram presas e 72 indiciadas | FOTO: Reprodução |
Em São Paulo, foram 212 detidos. Em Belo Horizonte, 141 pessoas foram presas e 72 indiciadas | FOTO: Reprodução |

A onda de protestos de rua no Brasil resultou na detenção de mais de 1,7 mil pessoas, entre elas 230 adolescentes. Dos quase 1,5 mil adultos presos, 170 foram indiciados pelas autoridades até a última sexta-feira (19) – o equivalente a 11% dos detidos – e pelo menos 157 ainda são investigados. Os dados, divulgados nesta segunda-feira (22) pelo jornal Folha de S. Paulo, são referentes a investigações realizadas em 24 capitais e no Distrito Federal, já que autoridades de segurança do Maranhão não forneceram as informações. A maioria dos indiciados responde por crimes como formação de quadrilha, dano ao patrimônio, furto e roubo.
Em São Paulo, foram 212 detidos. Em Belo Horizonte, 141 pessoas foram presas e 72 indiciadas. Além dos casos concluídos, há inquéritos paralelos sobre a morte de dois jovens que caíram de um viaduto e ataques a 20 pontos comerciais na capital mineira. Em Porto Alegre, as investigações apontam possível infiltração de gangues de assaltantes entre os manifestantes – o que levou a 60 indiciamentos em razão das manifestações na cidade, onde duas pessoas continuam presas por condenações anteriores. No Rio de Janeiro, oito manifestantes foram indiciados, dos 62 adultos detidos. Na capital fluminense, 25 adolescentes foram apreendidos nos protestos.

Continua depois da Promoção

BN

Compartilhe Isso
- Advertisement -