Adiada audiência da AIJE contra Sargento Francisco

Por Redação
2 Min

sargento francisco fto bnOcorreria na manhã desta segunda-feira (27) mais uma ação judicial contra o prefeito de Candeias, Sargento Francisco. Mas, por força da natureza – que parece estar a favor do gestor municipal, a juíza eleitoral Marina Rodamilans de Paiva Lopes da Silva, que julgaria a Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), não conseguiu chegar a tempo ao Fórum Desembargador Ivan Brandão.

Continua depois da Promoção

De acordo com o advogado de Antônia Magalhães da Cruz (PR) – mais conhecida como Tonha, José Souza Pires, que conseguiu chegar no horário marcado para audiência, a faltante alegou que a chuva deixou o tráfego complicado, não permitindo-a chegar a tempo da audiência ser realizada.

Segundo informações de populares nas redes sociais, a promotora eleitoral Luciana Maria Batista Cardoso Neves Almeida, também teria faltado a audiência. Entretanto, a promotora informou ao Grande Salvador que estava no Fórum e que a audiência foi adiada pela juíza.

A ação contra Sargento Francisco é de conduta vedada, ou seja, contratação de pessoas em período eleitoral, que, segundo Dr. Pires é “proibida”. Questionado a respeito do número de contratados, o advogado de Tonha – que foi candidata a prefeita na eleição de 2012 – declarou que solicitou o nome das pessoas no Tribunal de Contas do Município. “Não sei ao certo o número, mas o TCM já nos encaminhou os nomes de algumas pessoas contratadas no período”.

Continua depois da Promoção

A audiência da AIJE foi adiada para 05 de agosto de 2013. Se condenado, o gestor pode ter o cargo cassado.

Processos

Mais duas ações ameaçam o mandato de Sargento Francisco. São eles: a Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME), que o acusa de abuso de poder econômico e político, e o Recurso Contra Expedição de Diploma (RCED), que o acusa também de abuso de poder econômico e político, conduta vedada a agente público, captação ilícita de votos. Os juízes eleitorais Marina Rodamilans de Paiva Lopes da Silva e Cássio José Barbosa Miranda são os relatores da AIME e RCED, respectivamente.

Grande Salvador

Compartilhe Isso
- Advertisement -