Pesquisadores dinamarqueses anunciam que cura do HIV “pode estar próxima”

Por Redação
2 Min
Doença que afeta 33 milhões de pessoas em todo o mundo cura do HIV
Doença que afeta 33 milhões de pessoas em todo o mundo | FOTO: Reprodução/Daily Mail |

Cientistas dinamarqueses podem estar perto de encontrar a cura para a aids, doença que afeta 33 milhões de pessoas em todo o mundo. A equipe estuda uma nova técnica que “remove” o vírus a partir do DNA humano e, em seguida, o destrói permanentemente pelo sistema imunológico do paciente. As informações são do Daily Mail. A nova estratégia está sendo testada em 15 pacientes e, se obter sucesso, será estudada em larga escala. Em entrevista ao jornal The Sunday Telegraph, o pesquisador sênior Ole Søgaard, do Hospital da Universidade de Aarhus, na Dinamarca, disse que os primeiros sinais são “promissores”. “Estou quase certo de que teremos sucesso. O desafio será conseguir que o sistema imunológico do paciente reconheça o vírus e o destrua. Mas isso depende da força e da sensibilidade do organismo de cada indivíduo”.

Continua depois da Promoção

Tratamento precoce do HIV ‘cura’ até 15% dos pacientes. O anúncio foi feito dois dias após o governo dos EUA interromper os testes clínicos de uma vacina experimental para combater o vírus HIV, causador da Aids, após descobrir que ela não conseguiu interromper a infecção. Com o tratamento mais moderno, o paciente pode viver uma vida quase normal, mesmo em idade avançada, com efeitos colaterais limitados. No entanto, se a medicação for interrompida, o vírus pode voltar a se multiplicar no organismo do indivíduo e os sintomas da aids podem reaparecer em duas semanas.

R7

 

Compartilhe Isso
- Advertisement -