Homem condenado a 12 anos de prisão por homicídio qualificado em Vitória da Conquista

Por Redação
3 Min

O réu Eldon Moreira Rocha foi sentenciado a 12 anos de prisão pelo assassinato de Anderson Santos Porto, em Vitória da Conquista. A decisão foi proferida no dia 07, durante a sessão do Tribunal do Júri da comarca de Vitória da Conquista, condenando-o pelo crime de homicídio qualificado por recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

Continua depois da Promoção

Conforme a denúncia apresentada e acatada pelo Júri, o crime ocorreu em fevereiro de 2008, na localidade de Urbis VI, em Vitória da Conquista. Na ocasião, após um desentendimento em uma festa, Eldon Rocha agrediu um amigo de Anderson, que acabou desmaiando. Segundo a denúncia, quando o agredido indagou quem o havia atacado, o réu assumiu a responsabilidade, desencadeando a reação fatal de Eldon, que sacou uma arma e disparou, resultando na morte da vítima.

A decisão do Tribunal do Júri destacou a gravidade do crime e a forma como Eldon Rocha agiu de maneira violenta e sem qualquer arrependimento. O juiz responsável pelo caso ressaltou a necessidade de se aplicar a pena prevista em lei, a fim de garantir a justiça diante do ato criminoso cometido.

A repercussão do caso na comunidade local foi grande, com a população acompanhando de perto o desenrolar do julgamento e a espera por uma sentença justa. A condenação de Eldon Moreira Rocha trouxe um pouco de alívio para a família e amigos de Anderson, que há muito tempo aguardavam por justiça.

Continua depois da Promoção

O advogado de defesa do réu informou que irá recorrer da decisão, alegando que houve falhas no processo e que a pena imposta foi muito severa. Ele ressaltou a intenção de buscar a revisão da sentença e demonstrar que seu cliente não teve a intenção de cometer o crime.

Diante da condenação de Eldon Moreira Rocha, a justiça foi feita para a família de Anderson Santos Porto, que agora espera que o caso seja finalmente encerrado. O desfecho do julgamento trouxe um alívio para aqueles que lutaram por anos em busca de justiça e que agora podem, enfim, encontrar um pouco de paz diante da triste perda de um ente querido.

Compartilhe Isso
- Advertisement -