Mulher “dá à luz” 10 dias após a própria morte; entenda o fenômeno

Bebê foi encontrado no caixão ao lado da mãe

2

© Pixabay

Um fenômeno raro chocou uma comunidade rural da Cidade do Cabo, na África do Sul: uma extrusão fetal. O termo médico se refere a quando o corpo expulsa um feto ou bebê após a morte da mãe. No caso do chamado nascimento de caixão ocorrido navila de Mthayisi, a mulher tinha morrido há dez dias.

O bebê foi encontrado dentro do caixão de Nomveliso Nomasonto Mdoyi por funcionários de uma funerária, a Lindokuhle Funeral, nas véspera do velório.

“Estávamos tão chocados e assustados que nem tivemos tempo de olhar para o sexo do bebê. Eu tenho estado neste negócio há mais de 20 anos e nunca ouvi falar de uma mulher morta dando à luz”, desabafou o proprietário da funerária, Fundile Makalana.

Representante da família, Mbikelwa Mpithi disse que procuraria médicos e autoridades para descobrir mais sobre o caso. “Não podemos sentar e cruzar os braços, como se fosse um negócio normal. Queremos saber mais sobre isso”, disse Mpithi. Os corpos da mãe e do bebê foram sepultados neste sábado (20).

2 Comentários
  1. Henrique Wolf Diz

    Naturalmente o bebe, no pós morte da mãe, ao sentir a falta de nutrientes , se contraiu e foi expelido na tentativa de sobreviver e perpetuar a espécie. Já vi um caso parecido com uma cadela nossa que no pós morte ainda deu a luz a 3 cãezinhos.

  2. Nea Carvalho Diz

    Eu só queria saber se ela foi sepultada sem calcinha, sem roupa ou tem alguma mentira na situação. Pq é difícil uma criança sair se as pernas estiverem fechadas… Tem alguma coisa q não está batendo aí…

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.