Vírus Nipah, com potencial pandêmico, mata menino de 12 anos na Índia

0
Vírus pode ser transmitido por morcego. – Foto: Pixabay

Um menino de 12 anos morreu em um hospital da cidade de Kozhikode, no estado de Kerala, no Sul da Índia, após ser infectado com o vírus Nipah. O caso acende um alerta para evitar a propagação do vírus que tem potencial pandêmico. A taxa de mortalidade da doença é de até 75%. As informações são do portal UOL.

A rede de TV norte-americana CBS, noticiou que o garoto buscou atendimento médico após ter febre alta durante uma semana, evoluindo para um grave inchaço cerebral.

O Nipah se manifesta no organismo humano com tosse, dor de garganta, dores no corpo, fadiga e encefalite. O vírus também faz como que a pessoa infectada tenha um inchaço do cérebro que pode causar convulsões e até a morte.

Após alerta da OMS para o potencial pandêmico do vírus autoridades de saúde da Índia rastrearam e isolaram ao menos 188 de pessoas que puderam ter contato com o garoto morto e com a família dele. Dessas pessoas rastreadas, 20 são consideradas de alto risco pelas autoridades sanitárias.

O vírus

A Ásia já registrou surtos relacionados ao vírus Nipah, que está entre os dez primeiros vírus mais perigosos conhecidos no continente. A doença é transmitida por morcegos frugívoros, porcos e pelo contato entre humanos e, no caso do primeiro surto, as contaminações foram após as pessoas terem contato direto com porcos doentes.

Vírus é transmissível?
O vírus Nipah não é tão transmissível quanto o Sars-CoV-2, mas surtos anteriores já mostraram que ele pode se espalhar entre humanos com bastante rapidez. A proximidade entre morcegos e pessoas em mercados e locais lotados da Ásia apresentam um sério risco em termos de contágio. “Esse tipo de exposição pode permitir a mutação do vírus, o que pode causar uma pandemia”, alertou Veasna Duong, chefe de virologia do laboratório de pesquisa do Instituto Pasteur, no Camboja, à rede britânica BBC, em janeiro.

O vírus Nipah é zoonótico, o que significa que ele é transmitido entre pessoas (contato direto e fluídos corporais) ou de animais para humanos. Porcos e morcegos frugívoros Pteropodidae são os principais vetores conhecidos, mas durante o primeiro surto de Nipah, em 1999, na Malásia, foram infectados inclusive cavalos, cabras, ovelhas, gatos e cães. Acredita-se que a transmissão tenha ocorrido na ocasião devido à exposição às secreções dos porcos ou ao contato com o tecido dos animais doentes. Em surtos subsequentes em Bangladesh e na Índia, o consumo de frutas e sucos contaminados com urina ou saliva de morcegos frugívoros infectados foi a fonte mais provável de infecção, segundo a OMS.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.