Nenhum “milagre” salvaria o Bahia! Tricolor foi goleado em Salvador e deu adeus à Copa Sul-Americana

0
Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

A torcida do Bahia esperava por um “milagre” que não veio na última rodada da primeia fase da Copa Sul-Americana. O Tricolor precisava vencer a sua partida desta quarta-feira (26/5), em Salvador, e torcer por um resultado bastante improvável: a vitória do Guabirá (BOL), o time mais frágil da competição, sobre o Independiente (ARG), líder do grupo. Nada disso aconteceu.

A Copa Sul-Americana de 2021 chegou ao fim para o Bahia. O Esquadrão de Aço foi derrotado pelo Montevideo City Torque (Uruguai) por 4 a 2, no estádio de Pituaçu.

A partida não foi só movimentada no placar. O árbitro paraguaio Mário Diaz de Vivar expulsou três jogadores durante os 90 minutos, sendo dois dos anfitriões (o lateral Matheus Bahia e o zagueiro Germán Contí) e um dos visitantes (o goleiro Gastón Guruceaga).

A sensação das equipes após o apito final, porém, foi a mesma, já que ambas foram eliminadas. O Bahia ficou em terceiro lugar no Grupo B, com oito pontos, enquanto o City Torque foi o segundo, com 11 pontos. Na Copa Sul-Americana, ao contrário da Libertadores, apenas o melhor time da chave avança de fase. A ponta ficou com o Independiente (Argentina), que venceu o Guabirá (Bolívia) por 1 a 0, encerrando o grupo com 14 pontos.

Com um minuto de jogo, o Bahia saiu na frente. Guruceaga saiu jogando errado, entregando a bola no peito de Thaciano, que iniciou a jogada que culminou no gol do também meia Thonny Anderson. O lateral Franco Pizzichillo, aos 24 minutos, deixou tudo igual. Quatro minutos depois, Matheus Bahia recebeu o segundo amarelo. Para complicar, aos 38, o atacante José Álvarez deixou o volante Santiago Scotto com a meta vazia para finalizar e virar o marcador em Salvador.

O Esquadrão não desistiu e igualou logo a um minuto da etapa final, em batida do lateral Nino Paraíba na saída do goleiro. Só que aos sete, Contí levou o vermelho direto por conta de uma cotovelada no atacante Darío Pereira. A desvantagem numérica voltou a ser de um a menos aos 19, quando Guruceaga foi expulso por um carrinho duro no lateral Juninho Capixaba.

O cenário da partida, no entanto, pouco se alterou, com os uruguaios tendo maior controle das ações. A missão tricolor ficou mais difícil aos 31 minutos, quando Marcelo Allende, no rebote de uma cabeçada na trave do também meia Emanuel Guzmán, fez o terceiro do Torque. Os visitantes liquidaram a fatura nos acréscimos, com Guzmán aproveitando um corte errado de Juninho Capixaba e chutando na saída do goleiro Mateus Claus.

O próximo compromisso do Bahia é pela Série A do Campeonato Brasileiro. Neste sábado (29/5), às 20h (horário de Brasília), o Tricolor de Aço enfrenta o Santos em Pituaçu, pela primeira rodada da competição.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.