“Caso Gerson x Índio”: Bellintani afirma que situação será definida hoje (24)

0
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

O presidente do Bahia afirmou que o caso polêmico envolvendo o meia Índio Ramiréz e Gerson, do Flamengo, será definido pelo Esquadrão nesta quinta-feira (24). Guilherme Bellintani disse em entrevista coletiva que afastar o jogador do time foi uma forma provisória e “muito importante”. Segundo Bellintani, a decisão irá levar em consideração o depoimento do volante do Flamengo Gerson e também o direito de defesa de Ramírez.

Bellintani explicou: “Eu encontrei Ramírez todos os dias desde que abrimos a investigação no domingo a noite e a expectativa é de terminarmos ainda hoje a apuração que foi feita. Foi muito importante tê-lo afastado das atividades provisoriamente, ele foi acompanhado por psicólogos do clube, tivemos contatos permanentes e agora nos cabe finalizar todo procedimento que instauramos para ter a decisão mais justa”, afirmou.

E seguiu: “Essa decisão mais justa inclui, como falei desde o começo, considerar de forma muito relevante o depoimento de Gerson, mas entender também que nosso atleta precisa ter o direito a ampla defesa, como está tendo, tratar o tema com muita relevância, entender que não é fácil um tema dessa dimensão, mas o Bahia não quer soluções fáceis, o Bahia quer soluções justas, e é para isso que estamos trabalhando e amanhã pronunciando os desdobramentos a partir do que investigamos até o dia de hoje”, completou.

O jogador do Flamengo acusou Ramírez de ter falado “cala a boca, negro” durante a última partida entre o Flamengo e o Bahia, no domingo (20), que terminou em 4 a 3 para os cariocas. O Esquadrão, então, decidiu afastar o meia-atacante enquanto as investigações acontecem. O clube afirmou que, apesar do jogador negar as acusações, a voz da vítima é “preponderante” neste tipo de caso.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Secured By miniOrange