Mbappé conquista a Copa da França na despedida do PSG

Por Redação
3 Min

O Paris Saint-Germain, em seu último jogo com Kylian Mbappé, conquistou a Copa da França pela 15ª vez em sua história, ao derrotar o Lyon por 2 a 1 neste sábado (25), no estádio Pierre-Mauroy, em Lille.

O PSG abriu vantagem antes do intervalo marcando com Ousmane Dembélé (22′) e Fabián Ruiz (34′), enquanto o Lyon descontou na segunda etapa com Jake O’Brien (55′).

Com o título, o time parisiense, que também foi campeão francês, salvou de alguma forma uma temporada marcada pela eliminação nas semifinais da Liga dos Campeões.

Mbappé atraía todos os olhares em seu último jogo como jogador do PSG, mas não conseguiu marcar em sua despedida.

Ousmane Dembelé abriu o placar de cabeça, aproveitando erro do goleiro brasileiro Lucas Perri (ex-Botafogo), e fez o passe para Fabián Ruiz marcar o segundo dos parisienses.

Apesar de ter passado em branco, Mbappé foi muito ativo na partida, com presença constante no jogo ofensivo e com várias oportunidades criadas, mas que não se concretizaram em gol.

O astro francês se despede do PSG depois de sete anos no clube. Nesse período, foram seis títulos da Ligue 1 e quatro da Copa da França.

“É um time que ao longo da temporada foi exatamente o que procurava, o que esperava. Obviamente que gostaríamos de jogar mais uma semana [e disputar afinal da Liga dos Campeões]. O futebol às vezes é injusto, mas dou nota 10 aos meus jogadores durante toda a temporada”, disse o técnico espanhol Luis Enrique após o título.

Mbappé anunciou oficialmente no dia 10 de maio que não continuará no PSG na próxima temporada.

Segundo a imprensa especializada, ele está a caminho do Real Madrid, mas antes terá o desafio de disputar a Eurocopa (14 de junho – 14 de julho) com a seleção da França.

A final da Copa da França foi disputada em Lille porque o Stade de France, em Saind-Denis, na periferia norte de Paris, está sendo preparado para os Jogos Olímpicos.

Antes da partida, houve confrontos entre torcedores de PSG e Lyon em um pedágio de uma rodovia. O saldo dos incidentes foi de um ônibus incendiado e 28 feridos (20 torcedores e oito policiais). O presidente da França, Emmanuel Macron, que estava presente no estádio Pierre-Mauroy, condenou “com a maior firmeza” o episódio de violência.

Em Lille, a final foi disputada em um ambiente de grande rivalidade, mas sem ocorrências graves.

Compartilhe Isso
- Advertisement -