Dona da marca ‘A Patroa’, Daisy Soares tem perfil derrubado após vencer Maiara e Maraisa na Justiça

Cantora notificou extrajudicialmente a empresa Meta, responsável pela administração do Instagram

0

Após vencer Maiara e Maraisa e os herdeiros de Marília Mendonça na disputa pelo uso do nome “As Patroas”, a baiana Daisy Soares teve sua conta no Instagram derrubada e não conseguiu reativar o perfil.

Com o prejuízo, já que a conta é utilizada para trabalho, a cantora decidiu notificar extrajudicialmente a empresa Meta, responsável pela administração do Instagram.

“Fizeram denúncias como se eu estivesse imitando alguém. É que as cantoras tinham um Instagram com nome “As patroas”, era verificado, porque para pessoas com não sei quantos milhões de seguidores essa verificação vem mais rápido, e aí teve quem se juntou para denunciar o meu perfil tomando como base esse”, explicou em entrevista para o Extra.

“A minha conta estava criada desde 2014 e me derrubaram alegando que eu estava copiando um perfil criado depois”, completou.

De acordo com o advogado de Daisy, Rodrigo Morais, a notificação pretende resolver a situação de forma tranquila já que o suporte não resolveu o problema.

“A desativação foi pura injustiça, e foi isso que demonstramos na notificação. Mostramos que Daisy é titular legítima do uso da marca ‘A patroa’ e tinha uma conta no Instagram que utilizava única e exclusivamente a sua marca registrada. Relatamos brevemente sobre a ação judicial que está em trâmite e a repercussão da decisão liminar perante os fãs das cantoras”, contou o profissional.

“Por fim, demonstramos os ataques dos haters e as convocações deles para bloquear a conta de Daisy com um motivo mentiroso: ‘denunciem falando que ela está se passando por um artista’”, completou.

Luta contra o preconceito

Após a notoriedade ganhada por conta da luta pela sua marca, Daisy passou a receber ataques de ódio nas redes sociais. Em entrevista ao iBahia ela falou sobre a situação e salientou que não pretende ocupar nenhuma espaço deixado por Marília Mendonça.

“Tem muito discurso de ódio, falaram ‘Tinha que ser baiana’. Tem gente achando que eu quero ser a Marília Mendonça e não tem nada a ver. Não quero ser Maiara e Maraisa não tem nada contra as meninas né? A gente se reuniu, nos conhecemos em uma reunião virtual, e foi um encontro bom”, iniciou.

“A Marília Mendonça foi muito gentil, muito preocupada com a situação da gente. Porque ela entendeu. Ela foi muito fofa sabe? Então achar que eu estou querendo fazer alguma coisa contra isso nunca aconteceu e nem vai acontecer. Marília Mendonça pra mim é referência, Marília Mendonça pra mim é exemplo”, finalizou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.