Só uma tatuagem no tororó? Anitta comenta polêmica no sertanejo por cachês

0

Anitta, 29, finalmente comentou a polêmica que atingiu parte dos cantores sertanejos por cachês milionários em shows de pequenas cidades do país. “E tudo isso porque eu tatuei meu tororó”, disse a artista em tom de deboche nas redes sociais, lembrando que foi um ataque a ela que iniciou a crise.

O comentário foi feito em um post do jornalista Hugo Gloss no Instagram, onde ele noticiava a repercussão do cachê de R$ 1,2 milhão que Gusttavo Lima ganhará para fazer um show na cidade mineira de Conceição do Mato Dentro. Valor que teria sido desvido de áreas como saúde e educação.

Outros sertanejos, como as duplas Israel e Rodolffo e Bruno e Marrone, também estão previstos para o evento, que deve ter gastos de R$ 2,3 milhões ao todo e está marcado para junho. O post de comentário de Anitta recebeu diversos comentários de apoio e elogio à cantora.
Essa foi a primeira fez que a funkeira comentou a polêmica iniciada há algumas semanas com Zé Neto, da dupla com Cristiano. Durante uma apresentação no Mato Grosso, ele disse que não depende de Lei Rouanet e emendou comentário grosseiro contra a cantora.

“Estamos aqui em Sorriso, Mato Grosso, um dos estados que sustentou o Brasil durante a pandemia. Nós somos artistas que não dependem de Lei Rouanet. Nós não precisamos fazer tatuagem no toba para mostrar se a gente está bem ou não”, disparou em referência à tatuagem íntima feita por Anitta em 2021.

O ataque acabou voltando contra todos os cantores sertanejos, em especial Gusttavo Lima, que costuma ganhar valores exorbitantes por apresentações em pequenas cidades do país, pagas com dinheiro público, sem a transparência da Lei Rouanet. Até um movimento pró-CPI do Sertanejo já existe nas redes sociais.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.