Brasileiros recebem auxílio emergencial retroativo de até R$ 3.000 em junho; Saiba como consultar

0

Apesar de decretado o fim do auxílio emergencial em outubro de 2021, o que muita gente não sabe é que o benefício continua sendo pago neste mês de junho. O valor da parcela, depositada de forma única, varia entre R$ 600 e R$ 3 mil.

Mesmo não informando o número exato de beneficiários, o Ministério da Cidadania declarou que os pagamentos do auxílio retroativo estão sendo realizados aos pais solteiros chefes de famílias monoparentais. O grupo teve acesso a pelo menos uma das cinco primeiras parcelas do programa em 2020.

Condições para receber o auxílio emergencial retroativo

Para ser considerado pai solteiro chefe de família, o homem precisava comprovar que não tinha cônjuge ou companheira, sendo o responsável único pela casa e por criar pelo menos um filho menor de 18 anos.

Importante destacar que não há como se inscrever para receber o auxílio emergencial retroativo. Isso porque os pagamentos são destinados exclusivamente aos pais solo que receberam o beneficio entre abril e agosto de 2020.

Por que o pagamento retroativo está acontecendo?

Basicamente, o auxílio emergencial atrasado começou a ser liberado após o veto que impedia os homens chefes de família de receber o dinheiro ter sido derrubado no Congresso. Até então, apenas as mães solteiras na mesma condição tiveram acesso à cota dupla do benefício, no valor de R$ 1,2 mil. Na ocasião, os pais receberam apenas R$ 600. Por isso a compensação.

Nesse sentido, quem recebeu uma parcela do auxílio entre abril e agosto de 2020 terá acesso a R$ 600, quem recebeu duas R$ 1,2 mil, três R$ 1,8 mil e assim por diante. O máximo é R$ 3 mil, no caso de quem recebeu as cinco parcelas completas.

Como consultar se tem direito à parcela extra do auxílio emergencial?

O ministério da Cidadania disponibiliza um canal de verificação do benefício, desenvolvido pela Dataprev. Para acessá-lo, basta acessar o site de consulta do Auxílio Emergencial. Lembrando que é necessário ter uma conta Gov.br para logar.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.