Funcionários da Caixa paralisam atendimento, mas sindicato garante que pagamento do auxílio não será afetado

0
Foto:divulgação/Sindicatos dos Bancários

Funcionários da Caixa Econômica Federal realizam nesta terça-feira (27/4) uma paralisação de 24 horas, com direito a protesto contra ações do Governo Federal na gestão do banco estatal, em todo o Brasil. O ato foi deliberado em plenária virtual na noite desta segunda-feira (26/04).

Na Bahia, Salvador, Feira de Santana, Vitória da Conquista, Irecê, Jacobina, Juazeiro, Teixeira de Freitas, Jequié, Itabuna, Ilhéus, Camaçari e Alagoinhas foram afetados. Na capital, funcionários espalharam faixas nas agências localizadas no bairro das Mercês e fizeram discursos para a população, explicando as motivações do ato.

As agências deverão retomar as atividades ainda hoje. Em entrevista ao Aratu On, o presidente do Sindicato dos Bancários, Augusto Vasconcelos, declarou que a greve não causará nenhum impacto aos pagamentos do auxilio emergencial ou demais benefícios do governo.

Segundo ele, o ato de cunho nacional, apelidado de um Dia de Luta, ocorre em protesto ao IPO da Caixa Seguridade, por mais contratações, pagamento correto da PLR Social, acordo sobre teletrabalho e vacinação da categoria.

“Nós estamos reivindicando que a Caixa suspenda a venda da subsidiária do banco, a Caixa Seguridade. A abertura de capital vai acontecer no próximo dia 29. Nós entendemos que isso é a porta de entrada para a privatização do banco e não concordamos com isso porque a Caixa é uma das empresas mais importantes para o nosso país, fundamental para o desenvolvimento nacional, responsável pelo pagamento dos benefícios sociais”, iniciou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Secured By miniOrange