Odebrecht planeja venda da Braskem para o fundo árabe

0

O fundo soberano dos Emirados Árabes Unidos, Mubadala, surgiu com um dos interessados pela aquisição da Braskem, empresa do Grupo Novonor – antiga Odebrecht, as negociações são sobre a compra de 50,1% da petroquímica. A intenção de venda da Braskem faz parte do programa de recuperação judicial da Odebrecht/Novonor.

A Petrobras, que é dona do restante da Braskem, parece não se opor ao negócio. A própria estatal já possui um processo em andamento com o fundo árabe, a venda da Refinaria Landulpho Alves (RLAM).

De acordo com o Broadcast Estadão, ainda é esperado que outros interessados entrem em cena, como a holandesa LyondellBasell, que pode retomar as negociações pela fatia na Braskem.

A Novonor afirmou ser possível “que compradores diferentes tenham mais interesse em alguns ativos do que em outros, mas que o objetivo é vender a participação da Novonor na empresa consolidada.” Hoje, a Braskem vale, aproximadamente, US$ 7 bilhões na bolsa.
Informações do BN

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Secured By miniOrange