Dois meses após lançamento, Guedes diz que nota de R$ 200 deve durar pouco

0
Foto: divulgação/Banco Central

Menos de dois meses após o Banco Central lançar oficialmente a nova cédula de R$ 200, o ministro da Economia, Paulo Guedes, revelou que a nota deve sair de linha em breve. Ele admitiu nesta quinta-feira (29/10), ao Estadão, que criar novas notas de valores mais altos vai na contramão do que outros países têm feito.

“No futuro vai acabar o lobo-guará, a nota de R$ 200, de R$ 100. Já, já o lobo-guará vai se aposentar, terá uma carreira curta”, afirmou, em audiência pública na Comissão Mista do Congresso Nacional para o acompanhamento de medidas contra a Covid-19. O Banco Central informou, no dia do lançamento, que serão impressas, neste ano, 450 milhões de unidades da nota de R$ 200, custando cerca R$ 90 bilhões aos cofres públicos.

O ministro ainda aproveitou para falar do novo modelo de transações bancárias criado pelo Banco Central, o PIX. “Criamos nota de R$ 200 com lobo-guará porque tínhamos um problema de logística para pagarmos o auxílio emergencial. Com o Pix, o futuro é menos dinheiro na mão e notas mais simples”, destacou.

De acordo com o Banco Central, o custo de produção da nova nota é de R$ 325 por mil cédulas. Para comparação, a cédula de R$ 100 custa R$ 280 a cada mil notas produzidas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.