Três laureados do Prêmio Nobel se encontram com estudantes no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Por Redação
4 Min

Estudantes de diferentes partes do Brasil e de países latino-americanos terão a oportunidade de conversar com três vencedores da mais alta láurea científica: o Prêmio Nobel. A agenda faz parte do Diálogo Prêmio Nobel Rio e São Paulo 2024, promovido pela Academia Brasileira de Ciências (ABC) em parceria com a Fundação Nobel. A iniciativa conta com apoio da FAPESP.

Participam do encontro David MacMillan (Nobel de Química em 2021), May-Britt Moser (Medicina, 2014) e Serge Haroche (Física, 2012).

MacMillan é um químico britânico e professor da Universidade de Princeton (Estados Unidos) desde 2006. Em 2021, foi laureado com o Nobel de Química junto com Benjamin List pela criação de novos métodos de construção de moléculas orgânicas, processo conhecido como organocatálise assimétrica.

Moser é psicóloga, neurocientista e chefe do departamento do Centro de Computação Neural na Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia. Recebeu o Nobel de Medicina em 2014, com Edvard Moser e o britânico-americano John O’Keefe.

Haroche é físico e professor do Collège de France (França) desde 2001. Em 2012, foi laureado com o Nobel da Física, ao lado de David Wineland, por métodos experimentais inovadores que permitem a medição e a manipulação de sistemas quânticos individuais.

Ao reunir laureados com o Nobel, estudantes e especialistas regionais, pretendemos inspirar a próxima geração de cientistas a adotar um papel ativo no apoio à construção da sociedade que queremos. O tema do Diálogo Prêmio Nobel Rio e São Paulo 2024 traz a ciência com a perspectiva de construção do futuro, unindo os três laureados, estudantes, convidados e a Unesco. Muitas vezes as pessoas esquecem a razão da ciência. Tornar a humanidade mais sábia? Sim, perfeito. Mas a ciência precisa servir à sociedade. É o momento de mostrar que esse futuro precisa ser construído pela ciência junto com a sociedade, afirmou a presidente da ABC, Helena Nader.

O primeiro evento será na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), capital fluminense, na próxima segunda-feira (15/04).

Os laureados vão debater o valor da ciência, como tornar a prática de pesquisa mais inclusiva, adotar estratégias mais efetivas de divulgação científica e discutir a responsabilidade dos cientistas, o papel das universidades e as estratégias de transição para um mundo mais sustentável.

Na próxima quarta-feira (17/04) será a vez de São Paulo receber os laureados. A programação na capital paulista será dividida em dois encontros, sendo o primeiro pela manhã, no Centro de Difusão Internacional da USP.

Este é o terceiro evento no Brasil da ABC em parceria com a Fundação Nobel, o primeiro presencial – os dois anteriores foram virtuais, em 2021, devido à pandemia de COVID-19.

O encontro de segunda-feira ocorrerá das 10h às 16h, no Teatro Odylo Costa Filho da Uerj, rua São Francisco Xavier, 524, Maracanã, Rio de Janeiro (RJ).

Na quarta-feira, será das 10h às 12h, no Auditório do Centro de Difusão Internacional da USP, avenida Prof. Lúcio Martins Rodrigues, 310, Butantã, São Paulo (SP).

Mais informações: www.nobelprize.org/futuro-ciencia.

Compartilhe Isso
- Advertisement -