Com tanta gente em casa, provedores de internet no Brasil temem colapso

0

Por: Reprodução

A recomendação das autoridades é que a população fique em casa para evitar a propagação do coronavírus. Com aulas suspensas e empresas decretando ‘home office’, o consumo da internet nas casas aumentou e isso já tem gerado preocupação das provedoras e das agências reguladoras. Em menos de um mês após o primeiro caso, já houve mudança no comportamento dos consumidores, que passaram a atingir picos de acesso em um horário mais cedo que o normal.

Em decorrência disse, a Agência Nacional das Telecomunicações (Anatel) começa a partir desta quarta-feira (18) a acompanhar os planos de contingência das principais teles do país. Essa atitude só é tomada em cenários de crise.

Segundo especialistas, isso está longe de ocorrer, mas tem gente que acredita que a lentidão da internet é inevitável. De acordo com reportagem do Uol, a infraestrutura da internet é construída de modo a oferecer muito mais capacidade do que os consumidores precisam.

Diante de toda a apreensão, a Anatel vai monitorar os planos de contingência das grandes operadoras, como Claro, Vivo, TIM e Oi. O Grupo de Gestão de Riscos e Acompanhamento do Desempenho das Redes de Telecomunicações (GGRR) da agência vai analisar os relatórios diários de congestionamento das redes, interrupções de serviço e se as ações colocadas em prática serão efetivas caso a rede atinja certo grau de uso.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Secured By miniOrange