PlayStation Portal já em pré-venda no Brasil; conheça detalhes.

Por Redação
4 Min

A Sony nunca foi uma empresa muito bem-sucedida no mercado de consoles portáteis. O PSP até alcançou boas vendas, mas nunca teve a mesma popularidade do Game Boy. Por sua vez, o PS Vita, sucessor do PSP, não foi bem sucedido nem em vendas, nem em carisma. Talvez por essa razão, a Sony tenha demorado tanto para lançar seu próximo dispositivo portátil (o PS Vita foi lançado em 2011). É importante ressaltar, porém, a importância de analisar com cuidado as informações que circulam sobre esse novo dispositivo da empresa japonesa, o PlayStation Portal.

Alguns veículos divulgaram que o PlayStation Portal seria o novo console portátil da Sony. A primeira vista, essa informação parece correta dado o design do dispositivo. No entanto, há um detalhe crucial que diferencia o Portal de um console tradicional: ele não é capaz de rodar jogos de forma independente. O Portal funciona apenas como uma extensão do PlayStation 5, reproduzindo via internet Wi-Fi o que o console de última geração da Sony está executando. Em resumo, o Portal é um acessório do PS5 e não pode ser utilizado sem a presença do console fixo.

É importante esclarecer essa questão antes que consumidores adquiram o Portal sob a falsa expectativa de que ele funciona de forma autônoma, como um Game Boy, PSP ou Nintendo Switch. No caso do Portal, o jogador só poderá desfrutar dos seus recursos se estiver na mesma rede Wi-Fi do PlayStation 5 e se o console estiver ligado. Portanto, é indispensável possuir um PS5 antes de considerar a compra do Portal.

Conforme informações técnicas divulgadas, o PlayStation Portal possui uma tela LCD de oito polegadas, com resolução máxima de 1080p (Full HD) a 60 quadros por segundo. Comparado a outros dispositivos portáteis, como o Switch e o Steam Deck, o Portal se destaca pelo tamanho da tela, o que proporciona uma experiência mais imersiva para os jogadores. Além disso, a maioria dos jogos de PS5 são compatíveis com o Portal, exceto aqueles que requerem óculos de realidade virtual.

O design do Portal assemelha-se a um controle convencional de PlayStation, mantendo as cores do DualSense e acrescentando uma tela central. Esse formato familiar será atrativo para os fãs da Sony, pois oferece uma familiaridade de controles. O dispositivo também conta com sensores hápticos para uma experiência de gameplay aprimorada.

É importante ressaltar que, devido à conexão via Wi-Fi, a experiência de multiplayer online pode ser comprometida em redes de internet mais lentas. Além disso, o Portal apresenta controles de volume e energia, e suporta fones de ouvido sem fio por meio do sistema The PlayStation Link.

O PlayStation Portal será lançado oficialmente no Brasil em 28 de junho, com um preço sugerido de R$ 1.499,90. Algumas lojas já iniciaram a pré-venda do produto, oferecendo até descontos especiais para os consumidores. Para aqueles interessados em adquirir o dispositivo, recomenda-se buscar reviews e críticas realizadas nos Estados Unidos, onde o Portal foi lançado em dezembro passado. Opiniões sobre o dispositivo estão divididas, o que pode influenciar na decisão de compra do consumidor.

Compartilhe Isso
- Advertisement -