Programa de Inovação paulista é lançado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação

Por Redação
2 Min

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo lançou o Programa de Inovação do Estado de São Paulo com o objetivo de apoiar empresas inovadoras, promover a internacionalização de startups paulistas consolidadas e desburocratizar o acesso ao Sistema Paulista de Ambientes de Inovação (SPAI).

Atualmente, São Paulo conta com mais de 40 ambientes de inovação distribuídos em parques tecnológicos, centros de inovação e incubadoras de startups, atuando em diferentes setores. A meta é dobrar esse número nos próximos anos, buscando criar uma rede robusta de ambientes de inovação.

Para apoiar empresas inovadoras e estimular a internacionalização de startups paulistas, a Desenvolve SP criará novas linhas de crédito, como uma linha de financiamento para projetos de inovação de empresas em estágio pré-operacional, com recursos de até R$ 15 milhões e garantias facilitadas.

O presidente da FAPESP destacou a importância de consolidar a atividade de pesquisa nas empresas e estimular os investimentos do setor privado para essa finalidade. Através do Programa Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE), a FAPESP já apoiou 1,7 mil empresas de base tecnológica em diversos municípios de São Paulo.

Além disso, a Fundação mantém programas como os Centros de Pesquisa em Engenharia e de Pesquisa Aplicada (CPEs/CPAs) e o Ciência para o Desenvolvimento, que buscam fomentar a inovação tecnológica em parceria com empresas e órgãos públicos. A sincronia de ações entre governo, empresas, universidades e agências de fomento é essencial para o avanço significativo da inovação tecnológica.

O Estado de São Paulo busca explorar as vocações regionais para descentralizar o desenvolvimento econômico, utilizando a inovação, os institutos tecnológicos, as Etecs e Fatecs para impulsionar as vocações locais dos municípios paulistas. Com estratégias de desenvolvimento e investimento, a proposta é fortalecer a economia e impulsionar a inovação em todo o estado.

Informações da Agência FAPESP

Compartilhe Isso
- Advertisement -