Acompanhe as últimas notícias da Cidade de Candeias na Bahia com credibilidade na informação sobre política, esportes e ações policias da região.

São Francisco do Conde tem a 3ª maior renda per capita do Brasil, aponta IBGE

Foto: Divulgação

Os dez municípios com o maior PIB per capita no país em 2016 se caracterizavam pela baixa densidade demográfica, somando 1,2% do PIB e 0,1% da população. Paulínia (SP) foi o município com o maior PIB per capita em 2016, com R$ 314.638,69, graças à atividade de refino de petróleo. Em segundo lugar, ficou Selvíria (MS), com R$ 306.139,63 devido à geração de energia hidrelétrica. O terceiro colocado é São Francisco do Conde, na Região Metropolitana a 67 km de Salvador, com R$ 296.459,35 em razão do refino de petróleo. A cidade tem pouco mais de 40 mil habitantes e área territorial de quase 263 km2.

Entre os Municípios das Capitais, Brasília (DF), com R$ 79.099,77, ocupou a primeira posição em relação ao PIB per capita em 2016, enquanto Macapá (AP) foi a capital que ocupou a menor posição (R$ 19.935,32).

Os maiores ganhos de participação no PIB entre 2015 e 2016 foram de Gentio do Ouro com 10 mil habitantes, que fica na Região Centro Norte a 600 km de Salvador, e Tabocas do Brejo Velho com 113 mil habitantes, na Região do Extremo Oeste a 800 km de Salvador, ambos na Bahia. O primeiro estava construindo um complexo eólico e o segundo, instalações de geração solar.

A administração pública era a principal atividade econômica em 3.062 municípios, ou 55,0% do total, em 2016.

Municípios com os maiores PIB per capita e principal atividade econômica – 2016
MunicípioUnidade da FederaçãoPIB per capita(R$)Principal atividade econômica
PaulíniaSão Paulo    314.637,69refino de petróleo
SelvíriaMato Grosso do Sul    306.138,63energia hidrelétrica
São Francisco do CondeBahia 296.459,35refino de petróleo
TriunfoRio Grande do Sul    289.932,05indústria petroquímica
Brejo AlegreSão Paulo    274.572,12indústria de biocombustíveis
Sebastianópolis do SulSão Paulo    253.147,24indústria de biocombustíveis
LouveiraSão Paulo    250.827,01comércio atacadista
Campos de JúlioMato Grosso    202.309,42agropecuária
MeridianoSão Paulo    184.602,58indústria de biocombustíveis
ExtremaMinas Gerais    183.218,05indústria de transformação
Fonte: IBGE, em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias estaduais de Governo e Superintendencia da Zona Franca de Manaus – SUFRAMA
  1. Gildalita Souza
    Gildalita Souza Diz

    Cadê o Desenvolvimento?

  2. Gusmão Souza
    Gusmão Souza Diz

    A CIDADE BONITA DESSE JEITO! PORÉM DESTRUÍDA PELOS GOVERNANTES

  3. Cristiane Paixão
    Cristiane Paixão Diz

    Não parece? Por que a cidade esta em uma crise só , só não esta em crise o salário dos governantes .

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.