Neto não descarta fechamento de shoppings e bares depois de Natal e Réveillon; “quem avisa, amigo é”

0
Foto: Aratu On

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), voltou a demonstrar preocupação em relação a um possível aumento dos casos da Covid-19 após as celebrações de Natal e Réveillon na capital baiana. Durante entrevista coletiva, na manhã desta sexta-feira (18/12), o democrata revelou que há a possibilidade de voltar com medidas restritivas às atividades econômicas e ainda fez um alerta: “quem avisa, amigo é!”.

“Não podemos perder de vista que esse ano é diferente. Então, eu refleti e tomei a decisão de não reverter as medidas contra as atividades econômicas. Imagine vocês se nós determinássemos o fechamento do comércio às vésperas do Natal. Porém, é preciso redobrar os esforços e cuidados, já estamos com a taxa de ocupação dos leitos muito alta”, lembrou o chefe do Executivo Municipal.

“Se [houver] o desrespeito no Natal e ano novo será inevitável que, em seguida, tudo volte atrás. Se as pessoas não querem que depois das festas, a Prefeitura volte a fechar shoppings, bares e restaurantes, é preciso cuidado. Quem avisa, amigo é! As pessoas precisam estar envolvidas e comprometidas. Rezo todo dia para que no final do meu governo eu não seja autor disso, nem que Bruno Reis [prefeito eleito] chegue já dando canetada. Vamos nos unir, nos proteger e fazer nossa parte, caso contrário vai ter o Natal e logo depois uma ressaca pesada. Não é o que a gente quer”.

EDUCAÇÃO

O democrata ainda comentou sobre a volta às aulas. Questionado sobre o assunto, o prefeito lamentou o cenário de incertezas e revelou que, mesmo após o fim do mandato como prefeito de Salvador – encerra em 31 de dezembro -, irá “lutar” em favor dos profissionais da educação.

“Não serei mais prefeito, mas homem público e irei defender que os professores estejam entre os profissionais com prioridades para receber a vacina. No próximo ano, terá que ter um pacto de compromisso, governos, para que a educação seja feita dobrada: 2020/2021. Para que as escolas sejam um ambiente seguro, a Prefeitura de Salvador já adotou todos os protocolos de segurança para retomadas das aulas. Não dá para imaginar que as aulas só voltem após que todos sejam vacinados, aí seria um prejuízo muito grande”, disse.

BOLSONARO X RODRIGO MAIA

Por fim, Neto comentou sobre a recente ‘rusga’ criada entre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e Rodrigo Maia (DEM). O presidente da Câmara foi acusado por Bolsonaro (sem partido) de travar a votação do pagamento do 13º do Bolsa Família em 2020.

A acusação foi feita durante a live semanal do chefe do Executivo, na quinta-feira (17/12). “Rodrigo é muito experiente. Acho que houve colocação, lado a lado de posições. Espero que o entendimento de Executivo e Legislativo seja feito e que não atrapalhe a situação. Espero que temas tão delicados como auxílio emergencial, 13ª salário, sejam feitos com diálogos e entendimentos”, concluiu.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.