“O que foi feito aqui é um crime”; diz engenheiro sobre atracadouro de ilha em Madre de Deus

0
Foto: Gleidson Moreira

Na última segunda (08), o secretário de Infraestrutura, do município de Madre de Deus, região metropolitana de Salvador, Antônio Pereira, solicitou uma visita técnica para avaliação das duas pontes de acesso à Ilha de Maria Guarda, distrito de Madre de Deus, com a finalidade de vistoriar e diagnosticar danos.

O engenheiro civil com especialização em geotecnia e estrutura, Antônio Carlos Totti Junior, condenou o atracadouro do Apicum por falta de segurança decorrente do escoramento feito de maneira errada.

Segundo o especialista, o problema não fica só na parte visível, a fundação também está comprometida: “O que foi feito aqui é um crime. Está disfarçado. A ferragem não foi trocada e está toda corroída. Foi feito um paliativo de péssima qualidade que não sustenta”, disse Totti.

Ainda segundo o engenheiro, Totti Junior, o píer da ponte central também está em situação precária e comprometida, porém há possibilidade de reparo já que a fundação está adequada e a estrutura menos desgastada.

De acordo com a administradora distrital da ilha, Lilian Vasconcelos, o problema é antigo e que já ocorreram diversos acidentes, incluindo um no qual a própria foi vítima: “Há muito tempo a comunidade de Maria Guarda clama por acessibilidade digna. Já foi feito até abaixo assinado pedindo melhoria. Eu fui vítima no desabamento da rampa de acesso do píer do Apicum. Foram momentos de pânico” disse.

Em janeiro de 2018 o píer do Apicum desabou e 30 pessoas que atravessavam o espaço caíram no mar, porém ninguém ficou ferido. Já em novembro do mesmo ano, após um novo desabamento, uma pessoa ficou ferida e foi encaminhada ao hospital municipal Dr. Eduardo Ribeiro Bahiana.

Segundo o secretário de Infraestrutura, Antônio Pereira, a acessibilidade da comunidade de Maria Guarda é uma das prioridades da atual gestão e por isso ele está dispensando maior atenção a essa solicitação tão importante e necessária: “Solicitei uma avaliação nas duas pontes para emitir laudo de vistoria técnica, diagnosticando os problemas e apontando as soluções” finalizou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Secured By miniOrange