Madre de Deus: vereadores aprovam impeachment do prefeito Jeferson Andrade

Os vereadores de Madre de Deus aprovaram o impeachment do prefeito Jeferson Andrade (PP), afastado do cargo desde o fim do mês de abril por supostas irregularidades na obra do Parque Industrial, localizada no bairro da Cururupeba. Por nove votos, Andrade também perde os direitos políticos por oito anos.

Com isso, o prefeito em exercício de Madre de Deus, Jailton Polícia (PTB), se mantém no cargo até o final do ano. Desde que assumiu, polícia vem adotando uma série de medidas no âmbito da saúde. A principal delas foi a nomeação do novo secretário de Saúde, o médico Marcos Fabrício Santil Santos.

O afastamento de Jefferson Andrade foi solicitado pelo Ministério Público do Estado através de uma Ação Civil Pública de Improbidade Administrativa e executado pela 6ª Vara da Fazenda Pública de Salvador, órgão vinculado ao Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-Ba).

Além do prefeito, também estão sendo investigados o secretário de infraestrutura, João Gustavo de Cerqueira Lima Márcio Garrido Gonçalves Braga; o assessor técnico de coordenação de obras, José Carlos Barreto da Silva; e o presidente da comissão de licitação, Celestino Souza Filho.

De acordo com a decisão, assinada pelo juiz Rui Eduardo Almeida Britt, a prefeitura investiu R$2,7 milhões, mas, logo em seguida, reincidiu o contrato com a construtora alegando agravamento econômico. Contudo, as obras de pavimentação asfáltica e dispositivos de drenagem que deveriam ter ficado prontas no prazo de 10 meses, não foram concluídas.

Além disso, argumentou o juiz, o valor da obras foi superfaturada.

Comentários estão fechados.

Secured By miniOrange