Jovem Lucas Correia falece após acidente com ambulância em Candeias

0

Foi confirmada a morte do jovem Lucas Silva, de 20 anos, vítima de um grave acidente de transito, atingido por uma ambulância da cidade de Candeias na última segunda-feira (6).

O jovem Lucas faleceu ontem (10) decorrente a gravidade dos ferimentos no hospital do Subúrbio, em Salvador.

Nota da prefeitura municipal de Candeias

Prefeitura de Candeias emite nota sobre atendimento a jovem que foi batido por ambulância
Em atenção aos familiares e também comunidade geral, referente ao acidente com o jovem Lucas da Silva da Costa e uma ambulância da frota da Prefeitura Municipal de Candeias na noite da última segunda-feira, 6, às margens da BA 522, vimos por meio desta esclarecer a cronologia dos fatos em relação ao sinistro.

O acidente aconteceu por volta das 20h50 e, devido à proximidade do local com a base do SAMU/Candeias, a equipe chegou de imediato e iniciou os primeiros socorros dos envolvidos, ainda na via, por volta das 21h. A ocorrência foi registrada na Central de Regulação do SAMU Metropolitano sob nº 1006.

Devido à gravidade do quadro, a viatura do SAMU chegou com o paciente no Hospital Municipal Ouro Negro, às 21h19, onde foi atendido pela equipe de plantão da emergência, mais imediatamente pelo cirurgião geral, que avaliou o quadro e o medicou; seguiu-se também ao atendimento pelo médico ortopedista, quando foram feitos exames de radiografia e imobilização, além do atendimento de enfermagem.

A solicitação de regulação foi aberta no sistema da Central Estadual de Regulação (CER), às 22h12, sob o código nº 3333693, sendo aceito para leito de UTI do Hospital do Subúrbio, em Salvador, às 23h36. Após preparativos para transporte em Unidade Avançada do SAMU, o paciente saiu do Hospital Municipal às 00h12, permanecendo até a presente data, a partir de então, as informações sobre o quadro clinico do mesmo só são divulgadas apenas de forma presencial, exclusivamente para os familiares.

Já o condutor da ambulância foi levado para o Posto Médico Luiz Viana Filho, em Candeias, onde também foi atendido, e ao contrário do que está sendo divulgado nas redes sociais, o mesmo não evadiu do local do acidente, conforme consta em registro da própria unidade de saúde para a qual foi levado.

Vale salientar que o servidor foi voluntariamente prestar depoimento na 20ª Delegacia Territorial de Candeias na quarta-feira, 08, se colocando à disposição da justiça para qualquer esclarecimento. Nos trâmites administrativos segue-se a apuração por meio de Sindicância instaurada pela portaria registrada sob o nº 002°/2022.

Outros boatos que circulam na cidade é que o motorista da ambulância estaria alcoolizado no momento do sinistro e ser inapto para exercer tal função, entretanto, nenhum órgão competente e/ou pericial apresentou testes que comprovem esses relatos, da mesma forma que, não há registros que comprovem má conduta por parte do servidor, que está na gestão municipal desde o dia 01/09/2007, possui CNH categoria “D” e todos os cursos que atestam a capacidade para condução de veículos de transporte de emergência, conforme regulamentação do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN) que o habilitam para a função.

Após tomar conhecimento do ocorrido, às 21h20, o secretário de saúde do município, Marcelo Cerqueira, foi contactado pela primeira vez através de ligação de parlamentar do Município, familiar da vítima, às 21h59.

Nesse momento, Lucas ainda estava no Hospital Municipal em atendimento pela equipe e o próprio secretário passou orientações quanto à solicitação de regulação. O último contato, neste dia, entre o secretário e o referido familiar ocorreu às 23h58, seguindo na terça e quarta-feira, 07 e 08, quando o secretário deixa claro que os serviços do município estão à disposição para apoiar a família.

A subsecretária de Saúde, Talita Ramalho, também conversou com outros familiares de Lucas (Mãe e Tia), colocando os serviços de Saúde à disposição, inclusive, já foi solicitado ao secretário de Desenvolvimento e Assistência Social que também acompanhe a família com psicólogos e assistentes sociais.

Mais uma vez, a Prefeitura reitera que lamenta profundamente o ocorrido e se mantém à disposição da justiça para prestar qualquer esclarecimento sobre o fato.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.