Quadrilha junina de Candeias reclama de falta de apoio e prefeitura rebate

0
Foto: Matheus Lens

Há menos de duas semanas para a apresentação festiva de São João em Candeias, há 33 km de Salvador, o grupo Brilho Candeense reclama do descaso do município que ainda não disponibilizou auxílio para confecção dos trajes típicos, transporte e alimentação. Os integrantes reclamam da falta de respeito com a dança típica, que é uma das principais atrações dos festejos, mas não são tratados com a mesma prioridade.

“Falta menos de duas semanas para a competição e ainda não recebemos nem a anágua. Tem alunos que estão vindo aos ensaios de outros distrito, Madre de Deus e Menino Jesus, tirando do próprio bolso porque nem transporte ou carro estão disponibilizando”, conta uma das integrantes do grupo.

Após dois anos sem um grande evento, a Prefeitura de Candeias promove de 23 a 26 de junho o “Arraiá do Aconchego”, o maior São João da região metropolitana, com nomes como Tarcísio do Acordeon, Saia Rodada, Bell Marques, Jeanne Lima, Fala Mansa, Léo Santana, Matheus e Kauan, Zé Vaqueiro, Chicana, Del Feliz, Silvano Salles e outros.

O secretário de Cultura do município, Professor Val, desmente a acusação e informa que tudo ocorre conforme o cronograma. “A quadrilha Brilho Candeense é um grupo do município e todo apoio que tem é acessado, atendemos toda a demanda. Existe um ou outro componente que mora nos distritos mas nós sempre viabilizamos transportes através de um carro que leva e trás, eles vão no carro do estudante e quando acontece algum problema providenciamos outros meios”, afirma.

Os integrantes também dizem que estão utilizando a mesma anágua do ano passado e que estão precisando pedir emprestado vestimentas de outras regiões para suprir a falta da veste. Sobre o caso, o secretário informou que os os trajes já estão sendo confeccionados e que serão entregues na primeira apresentação, que acontece no dia 23 de junho.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.