Candeias vai distribuir absorventes para alunas da rede municipal de ensino

0

A Prefeitura Municipal de Candeias, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), passará a distribuir absorventes para alunas da rede municipal de ensino. O projeto “Deixa Fluir” será lançado na próxima sexta-feira (25).

A iniciativa visa combater a pobreza menstrual de mulheres em situação de vulnerabilidade social. De acordo com a gestão municipal, foram licitados pacotes contendo oito unidades de absorventes para atender mensalmente as beneficiárias do projeto.

“Identificamos que a grande ausência de alunas nas aulas regulares se davam por conta do período menstrual. Algumas não tinham informações sobre o ciclo, outras porque as famílias não tinham condições de comprar. Esse projeto quer acabar com a falta de informação, que faziam muitas meninas terem medo e até vergonha de menstruar, além da falta de acesso ao absorvente por condições financeiras através da doação regular mensal”, afirma o prefeito Dr. Pitágoras (PP).

Segundo a secretária de Desenvolvimento e Assistência Social de Candeias, Soraia Cabral, a pasta atuará nas escolas municipais com assistentes sociais e psicopedagogos para atenderem as famílias e as estudantes.

“Implementamos esse programa através de lei, pois é necessário virar uma política pública de governo municipal. Temos outros projetos sociais, e o programa de erradicação da pobreza menstrual acrescenta a essas famílias informação e a doação de absorventes como forma de cuidar da saúde dessas meninas, para que esse processo menstrual seja simples e tranquilo”, diz a titular da Sedas.

A lei de nº 1.313/2021, que criou o Projeto Deixa Fluir, também prevê a criação de um programa de ações educativas, saúde, assistência social, conferências e campanhas de esclarecimento periódicas que facilitem o contato da população e dos profissionais da área com o tema, bem como, a criação e aprimoramento das políticas públicas voltadas para a erradicação da pobreza menstrual no município.

A implementação do projeto também tem atuação das secretarias de Educação (Seduc) e Saúde (Sesau). De acordo com a prefeitura, a iniciativa é pioneira entre os municípios da Região Metropolitana.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.