Ações de consciência, valorização e respeito marcam Novembro Negro em Candeias

0


No contexto histórico de movimentos e ações de enfrentamento, a Prefeitura de Candeias, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo, promoveu nesta quinta e sexta-feira, 18 e 19/11, na Praça Dr Gualberto, ações de consciência, valorização e respeito, para o Dia Nacional da Consciência Negra.

Com programação especial, a cantora Nil Nascimento abriu o evento com músicas de artistas negras, brasileiras que cantam e encantam nos palcos do Brasil e no mundo. Em seguida se apresentaram o grupo de Capoeira Besouro Mangangá – grupo do Distrito de Menino Jesus, com o Mestre Robert; o cantor Ney Santos e apresentação de Rap com Cyak, Leal e Nebulosa.

O evento também abriu espaço para o conhecimento com a palestra sobre “Fortalecimento Institucional Pela Vida da Juventude Negra”, ministrada pela professora Amélia Gomes.

A Poesia de Rua ficou por conta das talentosas Natali Mota e Mara Santos, enquanto que as meninas do grupo de dança da Escolinha São Francisco – Irmãs Franciscanas, abrilhantaram a ação com coreografias e chamamento do empoderamento negro.

Finalizando o evento, o cantor Lucas Viana e o grupo de dança T.W.D, fizeram o esquenta para o desfile da Beleza Negra, que contou com a participação de 20 modelos nas categorias feminino e masculino, vestindo trajes inerentes ao continente africano. A noite foi encerrada em grande estilo ao som de Cris Leal e Sérgio Pita.

Para o Secretário da SECTUR, Professor Val, ações e movimentos como a exposição “Ancestralidade, orgulho de ser Negro”, e as outras manifestações culturais é a confirmação do compromisso do Governo Municipal, com a população negra. “É um momento de muita alegria, quando a gente promove cultura, lazer, quando a gente fala de resistência, fala de valorização, fala de 20 de novembro, fala de conscientização nos 365 dias do ano”, destacou.

Já a prefeita em execício, Marivalda da Silva ressaltou a importância de refletir sobre a data. ” Nunca é demais falar da nossa tradição, da nossa ancestralidade da importância de estarmos ocupando a Praça para falar do 20 de novembro. Essa que é uma data de resistência, de lembrar daqueles que lutaram muito para que os negros pudessem ter espaços dentro do mercado, pudessem ser vistos enquanto cidadãos, e ocupar espaços de destaque na sociedade”.

Fidelia Gomes, Secretária de Educação e diretores de escolas, também estavam presentes no evento reafirmando o compromisso de manter a igualdade e diminuir as desigualdades, combatendo o racismo, que infelizmente, ainda persiste em nosso país.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.