Dr Pitágoras (PP) é eleito prefeito de Candeias

0
Foto: Facebook

Pitágoras Alves da Silva Ibiapina (PP), 41 anos é o novo prefeito de Candeias (BA). Com 52,97% dos votos válidos, um total de 26.163 votos, na eleição deste domingo (15), Dr Pitágoras foi o vencedor com 100% das urnas apuradas.

Como Candeias tem menos de 200 mil eleitores, a eleição municipal não tem segundo turno.

Antonia Magalhães da Cruz (DEM) que ficou em segundo, com 30,30%, seguida por Francisco Silva Conceição (PL), 13,40%, Maria Marcia Gomes da Silva dos Santos (PSDB), 1,22%, e Fernando Calmon Oliveira do Nascimento (PSD), 0,93%.

Do total de votantes, 1.133 eleitores (2,13%) votaram em branco, enquanto outros 2.637 (4,96%) anularam o voto. O número de eleitores que não votou foi de 11.515, equivalente a 17,80% do eleitorado. A soma de brancos, nulos e abstenções é de 15.285, ou 23,63% dos aptos a votar.

 

Confira os votos para a prefeitura:
Pitágoras Alves da Silva Ibiapina (PP) – 26.163 votos – 52,97%
Antonia Magalhães da Cruz (DEM) – 14.963 votos – 30,30%
Francisco Silva Conceição (PL) – 6.619 votos – 13,40%
Maria Marcia Gomes da Silva dos Santos (PSDB) – 602 votos – 1,22%
Fernando Calmon Oliveira do Nascimento (PSD) – 457 votos – 0,93%
Lucimeire de Jesus Magalhães do Nascimento (PSL) – 381 votos – 0,77%
Luis Antonio Peixoto de Santana (PTB) – 137 votos – 0,28%
Não foram anunciados os votos de Deivson dos Santos de Oliveira (DC) por motivo de impugnação da candidatura.

Esses votos são contabilizados pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), mas ficam fora da conta e serão validados apenas em caso de reversão da atual situação jurídica da candidatura nas instâncias superiores.

A Câmara de Vereadores de Candeias também teve seus representantes escolhidos para os próximos quatro anos na eleição deste domingo. As maiores bancadas ficaram com o PP e o Avante, cada um deles com 3 representantes (confira a lista completa clicando na imagem abaixo).

Confira todos os vereadores eleitos:

Foto: Montagem Candeias Mix

O segundo turno é realizado nas cidades com mais de 200 mil eleitores em que um candidato não atingiu a maioria simples (50%+1) dos votos válidos no primeiro turno.

Este conteúdo foi gerado com dados do TSE pelo sistema de produção automatizada de notícias do UOL.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.