Desaparecimento de Telma completa 8 meses e caso continua sem respostas

0

O desaparecimento da merendeira Telma Santos Leal, de 33 anos, completa 8 meses nesta sexta-feira (15), em Candeias, na região metropolitana de Salvador. Telma foi vista pela última vez no dia 15 de setembro de 2019, por volta das 5h, quando saiu de casa para participar de uma aula ao ar livre promovida pela academia que ela frequentava em Madre de Deus.

Ela vivia na casa dos pais com dois filhos, de 12 e 16 anos, e o ex-marido Janilton Lomba no bairro Ouro Negro.

De acordo com informações da família, Telma estava em outro relacionamento e já havia pedido divórcio mas Janilton continuava vivendo na casa.

Conforme a família, Telma saiu de casa por volta das 5h do dia 15 de setembro de 2019 e não voltou mais.

“Eu fiquei sabendo por volta de 10h30 [ do dia 15 de setembro], quando a colega dela me ligou para falar que ela não tinha ido ao encontro da academia. Ela ficava me ligando o tempo todo porque eu não tinha visto Telma e Telma não atendia o telefone. Foi começando o desespero, porque as horas foram passando e Telma não chegava. Quando foi por volta de 14h10, foi a hora que o ex-marido dela foi dar queixa, porque passei a situação para ele. Esperamos ver alguma coisa e nada”, disse a irmã de Telma, Tanice Leal.

Após o desaparecimento, o Janilton chegou a mandar mensagem para o ex-sogro, dizendo que teria sido acusado por uma das irmãs de Telma, e por isso, deixou a cidade.

O caso foi registrado na 20ª Delegacia, em Candeias, e é investigado pela polícia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Secured By miniOrange