Acompanhe as últimas notícias da Cidade de Candeias na Bahia com credibilidade na informação sobre política, esportes e ações policias da região.

Prefeito de Candeias acusa antigo gestor de desvio de verbas em hospital

Foto: Baiana FM

O prefeito Dr. Pitágoras Ibiapina comentou, nesta terça-feira (01), em entrevista à Rádio Baiana FM, a situação do Hospital Ouro Negro que está sob intervenção judicial desde 2016. Sem citar nomes, ele acusou o antigo gestor de desvio de verbas, ocasionando um prejuízo de R$ 100 milhões aos cofres públicos. ” A questão do Ouro Negro é, realmente, um problema muito grande, mesmo porque, a antigo gestor desviou muito dinheiro do Hospital Ouro Negro, milhões e milhões de reais, enfim, juntamente com outras empresas desviou mais de R$ 100 milhões”, afirmou o prefeito.
Saiba mais:

Prefeito Sargento Francisco e Secretária de Saúde são afastados do cargo por improbidade
Relatório Aponta Situação Do Hospital Ouro Negro
Saúde É Tema De Audiência Pública Na Câmara Municipal De Candeias
Justiça Federal Mantém Intervenção No Hospital Ouro Negro Por Mais 6 Seis Meses

Ao ser questionado sobre a intervenção judicial, o chefe do Poder Executivo explicou que o projeto de um novo hospital será apresentado em breve para que seja feita a entrega definitiva da administração do hospital ao município. “Já existe uma administração compartilhada entre a Prefeitura Municipal de Candeias e a intervenção judicial. Acredito que, realmente, finalizando com esse projeto e a construção de uma nova arquitetura desse novo hospital, esse é um ponto importante para nós assumirmos o Hospital de uma vez por todas”, disse Pitágoras.

INTERVENÇÃO

O Hospital Ouro Negro está sob intervenção judicial desde agosto de 2016, quando a terceirizada Instituto Médico e Cardiológico da Bahia (IMCBA), empresa responsável pela administração da unidade, foi afastada após a Operação Copérnico, da Polícia Federal e do Ministério Público Federal (MPF). Deflagrada em 2016, a Operação Copérnico investiga o desvio de recursos públicos transferidos pela União a prefeituras municipais para a administração de serviços médicos e hospitalares em unidades de saúde.

  1. Paulo Matos
    Paulo Matos Diz

    Vc Pitágoras não fez nada prá Cantagalo

  2. Fátima Santos
    Fátima Santos Diz

    qual foi o prefeito que fes algu pro Canta Galo?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.