Acompanhe as últimas notícias da Cidade de Candeias na Bahia com credibilidade na informação sobre política, esportes e ações policias da região.

Casal suspeito de estuprar e matar bebê de cinco meses tem prisão preventiva decretada

Laura Alzueta/Divulgação

O casal de Alagoas suspeito de estuprar e matar uma bebê de cinco meses, em Candeias, na região metropolitana de Salvador, teve a prisão preventiva pela Justiça, nesta terça-feira (6), de acordo com a delegada Yola Nolasco, em entrevista ao programa Fala Comigo desta quarta-feira (7). O crime aconteceu na manhã da última segunda- feira (5), no bairro da Nova Candeias. Os suspeitos foram identificados como Elissandro Lima da Silva e Marilene de Araújo dos Santos, ambos de 28 anos.

Segundo a delegada, os suspeitos, que estão detidos na 20ª Delegacia Territorial, passaram por uma audiência de custódia na tarde de ontem, no Fórum Desembargador Ivan Brandão. “Os dois estão presos na 20ª DT/Candeias e estou solicitando vagas no presídio feminino e outra no masculino. Ontem, houve uma audiência de custódia na Justiça de Candeias e o juiz confirmou a prisão em flagrante, concedendo a prisão preventiva”, disse a delegada.

A delegada informou também a suspeita de que a menina tenha sofrido abuso sexual e queimaduras em diversas partes do corpo. “Essa possibilidade foi levantada pelos médicos que atenderam a criança no Ouro Negro. Por conta disso que a necropsia na criança tem que ser detalhada para saber o que ocorreu”, explicou.

Em depoimento, os pais negaram as acusações e contaram que levaram a bebê para o Hospital Ouro Negro para tratar de uma conjuntivite. Os médicos constataram os ferimentos característicos de espancamento e abuso sexual e acionaram a Polícia Militar. “Os pais não confessaram, informaram que mandaram a criança para o atendimento médico por conta de uma conjuntivite e por causa de uma lesão corporal provocada em um dos olhos por conta de um colírio. Quanto as agressões sexuais, informaram que a criança tinha assadura”, descreveu Nolasco.

Ainda segundo a delegada, o casal possui mais três filhos, sendo dois que estão com a avó em Alagoas e a menina de 5 anos que está com o Conselho Tutelar do município. A menina também será submetida ao exame de corpo de delito para verificar se houve agressões e abuso. “As crianças continuam com os familiares que estão em poder com a avó. Esta criança que está em Candeias está no conselho Tutelar. A única coisa que eu vou fazer é expedir uma guia de exame de corpo de delito para verificar se essa criança sofreu algum tipo de lesão ou abuso”, finalizou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.