Anvisa aprova novo medicamento para tratamento de internados com covid-19

0
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, nesta sexta-feira, 17, um novo medicamento para o tratamento de pacientes internados com covid-19. O baricitinibe já tem registro no Brasil para o tratamento de artrite reumatoide ativa moderada a grave e dermatite atópica moderada a grave e, agora, pode ser usado em pacientes adultos internados com covid-19 que necessitam alto fluxo de oxigênio.

“Para a inclusão desta nova indicação, a empresa Eli Lilly do Brasil Ltda apresentou dados que sustentam a eficácia e segurança do medicamento para esta indicação”, disse a agência em nota.

A Anvisa explicou que o medicamento funciona como um inibidor seletivo e reversível de enzimas responsáveis pela comunicação das células envolvidas no processo de formação e desenvolvimento das células do sangue, na inflamação e na função imunológica.

A Anvisa já chegou a aprovar outros medicamentos como anticorpos monoclonais e outros tipos. Para serem incorporados ao Sistema Único de Saúde, os remédios precisam passar por avaliação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec).

Recentemente, a Conitec deu parecer desfavorável para a incorporação do remdesivir para tratamento da covid-19 no SUS. A recomendação final da comissão afirmou não ter evidências disponíveis que comprovem a eficácia do medicamento.

Outro medicamento que não foi recomendado pelo plenário da comissão foi a associação dos anticorpos monoclonais banlanivimabe/etesevimabe para o tratamento de pacientes adultos de alto risco infectados por SARSCoV-2 no SUS.

“Após avaliação pelo Plenário da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec), considerou-se o risco de resistência às cepas Gama (mais prevalente) e Delta (emergente), a incerteza quanto aos dados do estudo analisado e os desafios logísticos para administração do medicamento”, explicou a comissão.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.