Acompanhe as últimas notícias da Cidade de Candeias na Bahia com credibilidade na informação sobre política, esportes e ações policias da região.

Novos vídeos mostram trabalhadores fazendo reparos em colunas de prédio minutos antes de desabamento em Fortaleza

magens mostram estruturas do prédio caindo e pilar sendo quebrado por operário. Até a manhã do quarto dia de buscas, havia 6 mortos, 7 feridos e 4 pessoas desaparecidas.

Vídeos gravados por câmeras do circuito interno de segurança mostram trabalhadores fazendo reparos nas colunas do Edifício Andrea, em Fortaleza, minutos antes do prédio desabar no dia 15 de outubro. Nas imagens aparecem os engenheiros e trabalhadores contratados pela síndica do prédio para fazer uma reforma no imóvel. Poucos instantes após o início das obras, o prédio de sete andares desmorona e deixa mortos e feridos.

O retorno da síndica Maria das Graças ao estacionamento acontece poucos instantes antes do imóvel desabar, por volta as 10h30. Em outro vídeo, que mostra o desabamento, é possível perceber o momento em que ela é atingida pela estrutura do prédio. Maria das Graças é uma das pessoas que ainda não foram localizadas pelos bombeiros.

O engenheiro técnico apontado em documento como responsável por reforma e proprietário da empresa Alpha Engenharia, José Andreson Gonzaga dos Santos, disse à polícia que iniciou as obras no prédio no último dia 15 de outubro. No entanto, moradores afirmaram que a reforma começou no dia 14 de outubro, um dia antes da tragédia.

“Eu ainda reclamei daquele serviço. O cara descascou todas as colunas. Cinco colunas. Quando ele foi mexer no pilar principal, deu um papoco e os ferros estouraram, e o prédio desceu” afirma Paulo Bezerra Martins, morador do primeiro andar do edifício Andrea.

Segundo o engenheiro, a obra para recuperação dos pilares e das vigas do condomínio foi orçada no valor de R$ 22.200. Ele afirmou à polícia que os pilares estavam com as ferragens com nível alto de corrosão. No momento do acidente, Andreson e os funcionaram estavam no condomínio, mas não chegaram a ficar sob os escombros.

VEJA AS IMAGENS:


Da Redação com G1/CE e Diário do Nordeste

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.