Apoio a Propostas do Brasil Cresce após Participação do Governo no G7 e Fórum da OIT

Por Redação
3 Min

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva realizou uma série de compromissos internacionais na Europa, com destaque para sua participação no Fórum Inaugural da Coalizão para Justiça Social da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e na Cúpula do G7. Durante sua estadia em Genebra, na Suíça, e em Borgo Egnazia, na Itália, Lula se reuniu com líderes mundiais e discutiu temas como governança global, combate à fome e à pobreza, além de fortalecer relações comerciais.

No encontro com o G7, o presidente brasileiro recebeu apoio para a construção de uma nova governança global, com mudanças na composição e no funcionamento das Nações Unidas. Além disso, foi discutida a aprovação de uma aliança global contra a fome e a pobreza na próxima Cúpula do G20, que será realizada no Brasil.

Durante a viagem, Lula destacou a importância de combater a desigualdade econômica, citando a concentração de riqueza nas mãos de poucos em detrimento de muitos. Ele enfatizou a necessidade de equilibrar essa situação para acabar com a fome e promover a justiça social.

O presidente convidou os líderes internacionais com quem se encontrou a participar ativamente da Cúpula do G20, que será sediada pelo Brasil, e a trazer empresários para ampliar as negociações comerciais. Ele ressaltou a importância do setor privado no aumento da rentabilidade e do comércio exterior.

Outro ponto abordado por Lula foi a renovação do contrato de concessão de energia com a empresa italiana Enel, com o compromisso da companhia de realizar investimentos para melhorar a qualidade do serviço prestado. O presidente também discutiu a imigração com líderes europeus, convidando-os para celebrar os bicentenários das imigrações italiana e alemã no Brasil.

Na esfera internacional, o presidente expressou otimismo em relação à economia brasileira e ao cenário mundial, destacando sua meta de posicionar o Brasil como a sexta economia do mundo até o final de seu mandato. Em suas participações no G7, Lula propôs a criação de uma governança global de inteligência artificial, defendeu a tributação de super-ricos e enfatizou a importância de uma revolução digital inclusiva e do enfrentamento das mudanças climáticas.

Em resumo, a viagem internacional de Luiz Inácio Lula da Silva foi marcada por importantes discussões e acordos em prol da justiça social, do combate à desigualdade e da promoção do desenvolvimento sustentável, fortalecendo as relações do Brasil com outros países e organizações internacionais.

Com informações da Agência Gov

Compartilhe Isso