Alckmin anuncia linha de crédito de R$15 bilhões para grandes empresas no RS

Por Redação
3 Min

O vice-presidente e ministro da Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Geraldo Alckmin, anunciou em uma coletiva de imprensa realizada na tarde desta segunda-feira (27/5) que uma linha de crédito de R$ 15 bilhões será disponibilizada para as grandes empresas afetadas pela catástrofe ambiental no Rio Grande do Sul. Essa medida deve ser definida hoje pelo presidente Lula e o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e será intermediada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

De acordo com Alckmin, o auxílio financeiro será fundamental para auxiliar as empresas impactadas e contribuir para a recuperação da economia local. Ele afirmou que a medida provisória com os detalhes da linha de crédito está praticamente finalizada e deve ser anunciada ainda hoje ou no máximo até amanhã.

Alckmin também destacou outras ações de apoio ao setor produtivo gaúcho, como a liberação de recursos do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) com juros zero, além de medidas de incentivo para médias empresas agrícolas e microempresas. Ele ressaltou a importância do sistema de cooperativas de crédito do Rio Grande do Sul e mencionou que as cooperativas também serão incluídas nas próximas medidas provisórias.

Durante a coletiva, o ministro da Reconstrução, Paulo Pimenta, reforçou que as mais de 44 mil famílias afetadas pelas enchentes no RS já podem realizar o cadastro para receber o Auxílio Reconstrução. O pagamento de R$ 5.100, em parcela única, será realizado pela Caixa Econômica Federal após a confirmação dos dados cadastrais.

Segundo Pimenta, o procedimento de cadastro deve ser realizado pelo responsável de cada família diretamente no site oficial do benefício. Após a confirmação das informações, o valor será depositado em até 48 horas, sem a necessidade de abertura de uma nova conta, possibilitando o recebimento direto na conta bancária dos beneficiários.

Essas ações de auxílio e reconstrução visam minimizar os impactos das tragédias ambientais no Rio Grande do Sul e fornecer suporte financeiro às empresas e famílias afetadas. O governo está empenhado em promover a recuperação da região e garantir a retomada das atividades econômicas de forma sustentável e solidária.

Fonte: Agência de Notícias do Governo Federal

Com informações da Agência Gov

Compartilhe Isso
- Advertisement -