MP pede afastamento do prefeito de Madre de Deus

Por Redação
1 Min

O prefeito de Madre de Deus, Dailton Filho (PSB), está enfrentando um pedido de afastamento de seu cargo por parte do Ministério Público da Bahia. A acusação recai sobre um suposto pagamento irregular a médicos contratados pela prefeitura entre maio e agosto de 2021, totalizando um montante de R$ 683 mil.

Segundo a denúncia do MP-BA, os médicos estavam vinculados a uma empresa terceirizada, o Instituto Vida Forte, a qual tinha a responsabilidade de efetuar os pagamentos dos salários, mediante o recebimento regular de repasses financeiros da prefeitura. Entretanto, o prefeito, conforme apontado pelo Ministério Público, teria ordenado o pagamento diretamente com recursos municipais.

O MP-BA destaca que essa operação ocorreu de forma unilateral, por meio de uma simples troca de ofício, sem a devida consulta à assessoria jurídica do município. Além do pedido de afastamento do prefeito, o Ministério Público notificou para prestarem depoimentos a secretária de saúde de Madre de Deus, Salette Guimarães Brito Bahia, e o representante do Instituto Vida Forte, Elmo Luiz Alves Lemos Filho, além de outras pessoas que estariam cientes do contrato em questão.

Compartilhe Isso
- Advertisement -