Unigel encerra operações em Camaçari; mais de 380 trabalhadores serão demitidos

Redação Redação 1370 vistos
4 Min

A Proquigel interrompeu as operações industriais da Unigel Agro – antigamente conhecida como Fafen – em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. De acordo com o Sindiquímica Bahia, a direção da empresa emitiu um comunicado ao sindicato informando sobre a decisão. A empresa possui outra unidade em Candeias.

A Proquigel alega que a unidade de Camaçari tem operado com prejuízo desde o final de 2022, “especialmente devido ao alto custo do gás natural fornecido pela Petrobras, o qual torna o preço final do produto acabado (fertilizantes) impraticável em comparação aos preços praticados no mercado internacional”. A fábrica produz fertilizantes nitrogenados da Petrobras.

No comunicado, a empresa ainda afirma que, durante todo o período de operação deficitária, a Proquigel buscou a Petrobras “inúmeras vezes” para encontrar uma forma de reduzir o preço do gás natural, mesmo que temporariamente, de modo a “atingir um patamar razoável que viabilizasse a operação da Unigel Agro BA”.

“No entanto, até a presente data, nenhum esforço foi feito pela Petrobras, que mantém preços insustentáveis e infinitamente superiores aos praticados no mercado internacional”.

Além disso, de acordo com a Proquigel, outra solução proposta à Petrobras foi a formalização de um Contrato de Tolling. “O que permitiria a continuidade da operação da Unigel Agro BA. Mas, da mesma forma, até a presente data, a Petrobras não aceitou tal solução apresentada”.

Antes de tomar a decisão de paralisar, a Proquigel também afirma ter procurado o governo federal, por meio de Ministérios e secretarias, com o objetivo de conseguir “algum mecanismo legislativo” que pudesse reduzir o preço do gás natural e tornar viável a operação da fábrica baiana. “No entanto, infelizmente, nenhuma medida ou solução foi obtida, nem mesmo temporária”.

“Em outras palavras, além de suportar uma operação com prejuízo desde o final de 2022, a Proquigel envidou todos os esforços para encontrar soluções que viabilizassem a continuidade da operação industrial. Infelizmente, esses esforços foram mal sucedidos, o que nos leva ao encerramento das operações industriais da Unigel Agro BA (FAFEN-BA)”.

Fechadas durante o governo de Michel Temer, em 2016, tanto em Camaçari quanto na cidade de Laranjeiras, em Sergipe, as antigas plantas da Fafen foram arrendadas pela Unigel por 10 anos.

De acordo com o sindicato, ambas as unidades já estão paradas devido ao aumento no preço do gás natural e a redução nos preços da ureia.

DEMISSÕES

Ao todo, são 384 trabalhadores envolvidos na produção da unidade, sendo 264 funcionários contratados diretamente e 120 contratados indiretamente. Conforme o comunicado enviado ao sindicato, eles cumprirão um aviso prévio trabalhado de 30 dias.

O Sindiquímica afirma que vem buscando o diálogo com representantes da Petrobras, do governo da Bahia e do governo federal, cobrando o retorno das operações da fábrica e a garantia da manutenção dos empregos.

“São trabalhadores especializados, alguns vindos de outros estados ou de outras indústrias da Bahia, que investiram na formação profissional e organizaram suas vidas e de suas famílias com base nas expectativas geradas pelo trabalho na Unigel. Cerca de 30% dos funcionários foram qualificados pelo Senai Cimatec e estão em seu primeiro emprego”, diz a nota do sindicato.

A diretoria do Sindiquímica Bahia garante que está buscando, junto com a assessoria jurídica e a mobilização política, cobrar soluções que possam garantir a manutenção dos empregos e a renda dessas famílias de trabalhadores.

Compartilhe Isso
- Advertisement -