Rui Costa decreta ‘lockdown’ em todos os municípios da Bahia

0
Foto: divulgação/Secom GOVBA

O Governador Rui Costa (PT) e o prefeito Bruno Reis (DEM) anunciaram, na manhã desta quinta-feira (25/2), que Salvador e Região Metropolitana vão passar a adotar o sistema de lockdown de forma escalonada, a partir das 17h desta sexta-feira (26/2) até às 5h, de segunda-feira (1/3).

“Estamos aqui pra anunciar novas medidas que visam conter o avanço da doença e apesar dos esforços, ampliação de leitos nos últimos dias, cresce o número de pacientes internados. Vamos fechar de forma escalonada, ou seja, a partir das 17h, o comércio das lojas, o comércio convencional; 18h , bares e restaurantes e 20h, shoppings, escalonar para que não haja inchaço no transporte público. Ficam suspensas todas as atividades não essenciais, toda e qualquer atividade relacionada à saúde pública e a alimentação das pessoas”, ressaltou Rui Costa.

A recomendação foi anunciada após o estado registrar, por sete dias consecutivos, altos índices de pacientes internados em UTIs Covid-19 desde o início da pandemia e tem como objetivo conter a proliferação do novo coronavírus.

Na Bahia, dados atualizados – às 11h45 desta quinta (25/2) – da Central Integrada de Comando e Controle da Saúde, aponta 664.904 casos confirmados da Covid-19. A taxa de ocupação dos leitos de UTI adulta é de 82%. Em todo estado, já foram registrados 11.400 óbitos. “Essa decisão poderá ainda ser revista, para uma possível extensão ao longo da semana. No domingo, iremos analisar como está o balanço”, ressaltou Rui.

A gestão municipal de Salvador aumentou a oferta de leitos para pacientes de Covid-19, que hoje estão em 246. Além disso, o governo estadual está remontando o hospital de campanha na Arena Fonte Nova. No entanto, a taxa de ocupação das UTIs na capital baiana continua crescendo e já ultrapassou a marca de 85% registrada nesta última quarta-feira (25/2).

“Nós regulamos, nas últimas horas, 66 pacientes. Outros 67 estão na espera para serem regulados. Diante desse quadro, nós discutimos a possibilidade de avançarmos nas medidas. Tive uma conversa com o setor econômico da cidade, eles entenderam também, de que se nós não adotarmos essa medida, o quadro poderá se agravar ainda mais”, explicou Bruno Reis.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Secured By miniOrange